Vertical cephalometric changes after treatment of class ii division 1 malocclusion

Maurício Souto, Priscilla Midori Maeda, Helio Scavone-Junior, Rívea Inês Ferreira, Flávio Vellini-Ferreira

Resumo

Introdução - O objetivo deste estudo é avaliar as alterações cefalométricas verticais em mulheres brasileiras com má oclusão de Classe II, 1ª Divisão, tratadas ortodonticamente com e sem exodontia de pré-molares. Métodos - Foram analisadas 78 telerradiografias cefalométricas em norma lateral, nas fases pré e pós-tratamento, de 39 mulheres leucodermas. A amostra foi dividida em dois grupos: com exodontia dos quatro primeiros pré-molares (n = 14) e sem exodontias (n = 25). As medidas cefalométricas investigadas foram: Is-St, Sn-St, Is-PP, Ms-PP, Ei, SN.GoMe, SN.Gn, SN.PP, PP.GoMe e PP.MsIs. As medidas relativas às fases pré e pós-tratamento foram comparadas pelo teste t de Student pareado. Os grupos estudados foram comparados empregando-se ANOVA com teste Scheffé. Resultados - No grupo tratado com exodontias, ocorreu um aumento estatisticamente significante nas seguintes medidas: Is-PP, Ms-PP e SN.PP. Por outro lado, no grupo tratado sem exodontias, houve aumento significativo de: Sn-St, Is-PP, Ms-PP e SN.Gn. Em adição, houve redução significativa de PP.MsIs. Comparando-se os grupos estudados, verificou-se diferença significativa apenas para SN.PP, que foi maior no grupo tratado com exodontias. Conclusão - Os resultados evidenciaram que o tratamento ortodôntico com exodontia dos quatro pré-molares foi associado a uma rotação do plano palatino em sentido horário.

Palavras-chave

Má oclusão de Angle Classe II;Cefalometria;Ortodontia corretiva.

Texto completo:

PDF

Referências

Brant JCO, Siqueira VCV. Alterações no perfil facial tegumentar, avaliadas em jovens com Classe II, 1ª divisão, após o tratamento ortodôntico. Rev Dent Press Ortodon Ortopedi Facial 2006 mar./abr.; 11(2): 93-102. Burstone CJ. Integumental contour and extension patterns. Angle Orthod 1959 Apr.; 29(2): 93-104. Burstone CJ. Lip posture and its significance in treatment planning. Am J Orthod 1967 Apr.; 53(4): 262-84 Ferrazzo VA. Estudo cefalométrico radiográfico dos padrões de crescimento facial em pacientes com maloclusões de Classe II, Divisão 1ª de Angle, tratados ortodonticamente pela técnica do arco de canto. [master thesis] São Paulo: Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo; 1997Hans MG, Grossier G, Damon C, Amberman D, Nelson S, Palomo JM. Cephalometric changes in overbite and vertical facial height after removal of 4 first molars or first premolars. Am J Orthod Dentofacial Orthop 2006 Aug.; 130(2): 183-8. Hayashi RK, Chaconas SJ, Caputo AA. Effects of force direction on supporting bone during tooth movement. J Am Dent Assoc 1975 May; 90(5): 1012-7. Machado DT, Henriques JFC, Janson G, Freitas MR. Estudo cefalométrico das alterações das alturas faciais anterior e posterior em pacientes leucodermas, com má oclusão de Classe II, 1ª divisão de Angle, tratados com e sem extração de quatro primeiros pré-molares. Rev Dent Press Ortodon Ortopedi Facial 2005 jan./fev.; 10(1): 26-41.. Martins DR, Janson GRP, Almeida RR, Pinzan A, Henriques JFC, Freitas MR. Atlas de Crescimento. São Paulo: Editora Santos; 1998 Martins LP, Pinto AS, Martins JCR, Mendes AJD. Erro de reprodutibilidade das medidas cefalométricas nas análises de Steiner e de Ricketts, pelo método convencional e pelo método computadorizado. Ortodontia 1995 jan./abr.; 28(1): 4-17. Peck S, Peck L, Kataja M. Some vertical lineaments of lip position. Am J Orthod Dentofacial Orthop 1992 June; 101(6): 519-24. Scanavini JR, Vigorito JW. Avaliação das alterações ortodônticas e ortopédicas resultantes da técnica de arco de canto, aplicada em maloclusões de Classe II Divisão 1. Ortodontia 1996 set./dez.; 29(3): 16-30. Scavone-Junior H, Martins DR, Vellini-Ferreira F, Cotrim-Ferreira FA, Pinzan A, Almeida RR. Avaliação cefalométrica do relacionamento incisolabial vertical, dos 13 aos 18 anos de idade. Rev Odontol UNICID 2003 maio/ago.; 15(3): 183-91. Scavone-Junior H. O perfil facial tegumentar dos 13 aos 18 anos de idade. Estudo cefalométrico longitudinal em jovens brasileiros leucodermas, com oclusão normal. [doctoral thesis] Bauru: Faculdade de Odontologia de Bauru, Universidade de São Paulo; 1996. Subtelny JD. The soft tissue profile, growth and treatment changes. Angle Orthod 1961 Apr.; 31(2): 105-22. Tadic N, Woods MG. Incisal and soft tissue effects of maxillary premolar extraction in Class II treatment. Angle Orthod 2007 Sept.; 77(5): 808-16. Talass MF, Talass L, Baker RC. Soft-tissue profile changes resulting from retraction of maxillary incisors. Am J Orthod Dentofacial Orthop 1987 May; 91(5): 385-94. Uchiyama LMAF, Pinzan A, Pinzan-Vercelino CRM, Janson G, Freitas MR. Estudo cefalométrico das alturas faciais anterior e posterior, em jovens brasileiros melanodermas, com “oclusão normal”. Rev Dent Press Ortodon Ortopedi Facial 2006 nov./dez.; 11(6): 114-29. Vellini-Ferreira F. Ortodontia – Diagnóstico e Planejamento Clínico. 5ª ed. São Paulo: Artes Médicas; 2002. Vigorito JW. Alguns efeitos do emprego da força extrabucal no tratamento das más oclusões dentárias. Ortodontia 1980 maio/ago.; 13(2): 118-32.


Visualizações do PDF:

91 views


Visualizações do Resumo:

259 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
-->
Tema: Mpg. Customizado por: Articloud