Influência de medidas preventivas na infecção oral primária em crianças

Ana Luísa Botta Martins de Oliveira, Moacyr Torres Júnior

Resumo

O presente trabalho é uma revisão da literatura com o objetivo de observar a transmissão de doenças infecciosas orais através do contato entre mãe e fi lho e a infl uência de medidas preventivas para evitar possíveis doenças. Por meio da literatura revisada pode-se observar uma “relação vertical” de transmissibilidade da cárie caracterizada pela transferência materna de microorganismos cariogênicos para os seus fi lhos; medidas preventivas, as quais reduzem o nível salivar de Streptococus mutans em mulheres, retardam a colonização em suas crianças por esses organismos; alertar para a necessidade do desenvolvimento de programas educativos voltados para os pais e preventivos voltados para os bebês, procurando estabelecer hábitos saudáveis para evitar a contaminação da cavidade bucal da criança e oferecer a verdadeira promoção de saúde. Concluiu-se que a transmissibilidade da cárie apresenta relação-vertical, tendo a mãe papel de destaque na infecção oral primária de seus fi lhos. Medidas educativas e preventivas junto às mães, desde o período gestacional, são alternativas plausíveis e viáveis para a manutenção de um equilíbrio satisfatório das condições orais na criança

Palavras-chave

Doenças da boca;Cárie dentária;Criança;Prevenção primária.

Texto completo:

PDF

Referências

Keyes PH. Present and future measures for dental caries control. J Am Dent Assoc 1969 Dec;79(6):1395-404.

Figueredo MC, Falster CA. A cárie dentária como uma doença infecciosa transmissível. RFO UPF 1997 jan-jun ;2(1):23-32.

Fritscher AMG, Araujo DF, Figueiredo MC. Avaliação comparativa dos índices de cárie, placa visível e sangramento gengival de 50 pares mãe-fi lho J Bras Odontopediatr Odontol Bebe 1998 out-dez;1(4):34-42.

Pereira WF, Ferrari AR, Borges SP, Cruz RA. Infl uência materna e os fatores de risco de cári e dentária. Rev do CROMG 2002 8(1):33-42.

Aaltonen AS. The frequency of mother- -infant salivary close contacts and maternal caries activity affect caries occurrence in 4-year-old children. Proc Finn Dent Soc 19 91 87(3):373-82.

Aaltonen AS, Tenovuo J, Lehtonen OP. Antibodies to the oral bacterium Streptococcus mutans and the development of caries in children in relation to maternal dental treatment during pregnancy. Arch Oral Biol 1988 33(1):33- 9.

Aaltonen AS, Tenovuo J, Lehtonen OP, Saksala R, Meurman O. Serum antibodies agai nst oral Streptococcus mutans in young children in relation to dental caries and maternal close-contacts. Arch Oral Biol 1985 30(4):331-5.

Long SM, Fraiz FC, Rego MA, Jorge AOC. Cárie dentária: transmissibilidade. Rev odonto pediatr 1993 jan.- -mar.;2(1):35-43.

Kohler B, Andreen I. Infl uence of caries-preventive measures in mothers on cariogenic bacteria and caries experience in their children. Arch Oral Biol 1994 Oct;39(10):907-11.

Cout o GBL, Rodrigues MJ, Ximenes ECPA, Vasconcelos MMVB, Silva ATVO. Comparações clínico-anamné- sicas e microbiológicas entre mães e fi lhos relacionadas com a transmissão da doença cárie. An Fac Odont Univ Fed Pernambuco 2000 10(1):14-9.

Guimarães MS, Zuanon ACC, Spolidório DMP, Bernardo WLC, Campos JÁDB . Atividade de cárie na primeira infância, fatalidade ou transmissibilidade? . Ciênc Odontol Bras 2004 7(4):45-51.

Figueiredo MC, Cruz IC, Caufi eld PW. A relação transmissibilidade da doen- ça cárie entre mães e seus fi lhos adotivos. Publ UEPG Ci B iol Saúde 2005 11(1):15-27.

Moreira M, Poletto MM, Vicente VA. Fatores determinantes na epidemiologia e transmissibilidade da doença cárie Rev odonto ciênc 2007 abr- -jun;22(56):181-5.

Perez MS, Gonzatti RB, Figueiredo MC, Araujo FB. Avaliação do CPOS modifi cado, do índice de placa visí- vel e de sangramento gengival em 30 pares mãe - fi lho. Cecade News 1 996 jan-ago;4(1/2):35-45.

Ferreira JMS, Silva SF, Aragão AKR, Duarte RC, Menezes VA. Conhecimento de pais sobre saúde bucal na primeira infância. Pediatr mod 2010 46(6):224-30.

Massoni ACLT, Ferreira JMS, Silva FDSCM, Carvalho LFPC, Duarte RC. Conhecimento de gestantes sobre a saúde bucal dos bebês. Rev Bras Ciênc Saúde 2009 13(1):41-7.

Pagnoncelli SD, Piva JP. Cárie dentária na criança: a importância da relaçäo mäe-bebê como fator na transmissibilidade. Rev med PUCRS 1998 jan-mar ;8(1):17-22.

Sousa FB, Gil JN. Doença cárie: nem infecciosa, nem transmissível. RGO 2001 49(3):139-44.

Cunha CBCS, Ribeiro AA, Volschan BCG. Seria a cárie dental uma doença transmissível? JBP, j bras odontopediatr odontol bebê 2003 mar- -abr;6(30):107-10.

Bõnecker M, Ardenghi TM, Trindade CP, Cury P. Transmissão vertical de Streptococcus mutans e suas impli cações JBP rev Ibero-am odontopediatr odontol bebê 2004 mai- -jun;7(37):297-303.

Rosa RT, Gonçal ves RB, Rosa EAR. Transmissibilidade de estreptococos cariogênicos: uma atualização conceitual. Rev de Clín Pesq Odontol 2005 1(4):27-36.

Slavkin HC. First encounters: transmission of infectious oral diseases from mother to child. J Am Dent Assoc 1997 Jun;128(6):773-8.

Rodrigues MJ, Silva ATVO, Pereira CA, Nascimento MG. Estudo para avalia r o conhecimento dos alunos do curso de odontologia sobre a transmissibilidade da cárie dentária Rev Fac Odontol Pernambuco 1997 jan.- -dez.;15(1/2):37-43.

Cost a ICC, Marcelino G, Berti Guimarães M, Saliba NA. A gestante como agente multiplicador de saúde. RPG rev pos-grad 1998 abr-jun ;5(2):87-9 2.

Campos JADB, Lima NA. Etiopatogenia da cárie da primeira infância: conhecimento materno atribuído à orientação médica ou odontológica. Rev Odontol UNESP 2007 36(3):217- 22.

Zanata RL, Navarro MF, Pereira JC, Franco EB, L auris JR, Barbosa SH. Effect of caries preventive measures directed to expectant mothers on caries experience in their children. Braz Dent J 2003 14(2) :75-81.


Visualizações do PDF:

181 views


Visualizações do Resumo:

408 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
-->
Tema: Mpg. Customizado por: Articloud