Políticas de avaliação da educação superior e os reflexos na aprendizagem discente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/v12.n3.2019.762.p194-209

Palavras-chave:

políticas de avaliação, educação superior, aprendizagem.

Resumo

O presente ensaio tem por escopo analisar alguns desafios que ainda se fazem presentes em relação a políticas de avaliação da educação superior brasileira. Nosso problema de pesquisa centra-se em responder: que desafios as políticas educacionais brasileiras precisam enfrentar no que diz respeito à avaliação da educação superior? O ensaio é resultado de uma pesquisa de natureza qualitativa quanto à forma de abordagem do problema, bibliográfica no que se refere aos seus procedimentos e exploratória quanto aos seus objetivos. O texto está organizado em duas partes: a primeira discute sobre as relações que são estabelecidas entre princípios e fundamentos da avaliação educacional e a qualidade da aprendizagem na educação superior; a segunda parte aponta desafios da avaliação da aprendizagem na educação superior frente a políticas educacionais nacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Altair Alberto Fávero, Universidade de Passo Fundo

Pós-Doutor (Bolsista Capes) pela Universidad Autónoma del Estado de México (UAEMéx), Doutor em Educação (UFRGS). Mestre em Filosofia do Conhecimento (PUC/RS), Especialista em Epistemologia das Ciências Sociais (UPF) e Graduado em Filosofia (UPF). Atua como professor e pesquisador no Curso de Filosofia, no Mestrado e Doutorado em Educação da UPF, onde coordena o projeto de Pesquisa Docência Universitária, políticas educacionais e expansão da educação superior: perspectivas e desafios (em andamento desde março de 2012). Além de diversas publicações em periódicos qualificados e várias editoras, pela Mercado de Letras é autor do livro Educar o educador: reflexões sobre formação docente (em coautoria com Carina Tonieto, lançado em 2010) e é organizador das Coletâneas Leituras sobre John Dewey e a educação (em co-organização com Carina Tonieto lançado em 2011), Leituras sobre Hannah Arendt: educação, filosofia e política (em co-organização com Edison Alencar Casagranda, lançado em 2012), Leituras sobre Richard Rorty e a educação (em co-organização com Carina Tonieto, lançado em 2013) e Docência Universitária: pressupostos teóricos e perspectivas didáticas (em co-organização com Carina Tonieto e Leandro Carlos Ody, lançado em 2015). Pela Editora CRV publicou Espaço Europeu de Educação Superior (EEES) para além da Europa (em co-organização com Maria de Lurdes Pinto de Almeida e Afrânio Mendes Catani, publicado em 2015) e Políticas de Educação Superior e Docência Universitária: diálogos Sul-Sul (em co-organização com Gionara Tauchen, lançado em 2016); Interdisciplinaridade e formação docente (em co-organização com Carina Tonieto e Evandro Consaltér, publicado em 2018); Leituras sobre Zygmunt Bauman e a educação (em co-organização com Carina Tonieto e Evandro Consaltér, publicado em 2019). Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Superior - GEPES/UPF, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Passo Fundo - RS/Brasil e ao Grupo Internacional de Estudos e Pesquisas sobre Educação Superior - ? GIEPES, ligado à Unicamp. E-mail: altairfavero@gmail.com

Lidiane Limana Puiati Pagliarin, Universidade Federal da Fronteira Sul

Doutoranda em Educação na Universidade de Passo Fundo, mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Licenciada em Pedagogia pela UFSM. ? membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas de Educação Superior da Região Sul e do projeto de pesquisa Interdisciplinaridade, Docência Universitária e Políticas Educacionais. Atuou de 2009 a 2015 como professora de rede municipal de ensino e atualmente é professora de diversos cursos de licenciatura da Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS, Campus Erechim. Centra seus estudos nas seguintes temáticas: formação de professores, políticas educacionais, aprendizagem da docência, docência na educação superior, coordenação pedagógica em escolas. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Superior - GEPES/UPF, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Passo Fundo - RS/Brasil. Email: lidianepuiati@hotmail.com

Referências

BRASIL. Decreto n. 9.235, de 15 de dezembro de 2017. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação das instituições de educação superior e dos cursos superiores de graduação e de pós-graduação no sistema federal de ensino. Brasília, DF: Senado, 2017. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9235.htm>. Acesso em: 17 mai. 2019.

BRASIL. Lei 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior ? SINAES e dá outras providências. Brasília, DF: Senado, 2004. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.861.htm>. Acesso em: 04 set. 2018.

CARDOSO, Roberta; DIAS SOBRINHO, José. Avaliação e educação no Brasil: avanços e retrocessos. Série-Estudos. Campo Grande, MS, n. 37, p. 263-273, jan./jun. 2014.

CERUTTI, Elizabete et al. Avaliação da Educação Superior Brasileira: diálogos mediados pelo white paper. Revista Educação por Escrito. Porto Alegre, v.2, n.1, jun. 2011.

CUNHA, Maria Isabel et al. As políticas públicas de avaliação e docência: impactos e repercussões. In: CUNHA, Maria Isabel (org.). Formatos avaliativos e concepção de docência. Campinas: Autores Associados, 2005, p.05-48.

CUNHA, Maria Isabel. Impactos das políticas de avaliação externa na configuração da docência. In: _____ (org.). Formatos avaliativos e concepção de docência. Campinas: Autores Associados, 2005, p.49-67.

FÁVERO, Altair Alberto; CASTELLI, Maria Dinorá; MARQUES, Marta. Autoavaliação e o desenvolvimento profissional do docente universitário. In: FÁVEO, Altair Alberto; TONIETO, Carina; ODY, Leandro Carlos (orgs.). Docência Universitária: pressupostos teóricos e perspectivas didáticas. Campinas: Mercado de Letras, 2015, p.171-186.

HOFFMANN, Celina et al. O desempenho das universidades brasileiras na perspectiva do Índice Geral de Cursos (IGC). Educação e Pesquisa. v.40, n.3, pp.651-665, jul/set. 2014.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação Mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. 30.ed. Porto Alegre: Mediação, 2011.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: componente do ato pedagógico. São Paulo: Cortez, 2011.

PEIXOTO, Maria do Carmo et al. Educação Superior no Brasil e a disputa pela concepção de qualidade no Sinaes. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação. v. 32, n. 3, p. 719 - 737 set./dez. 2016.

REAL, Giselle Cristina. Impactos da política de avaliação na educação superior brasileira: um foco na questão da qualidade. In: REUNI? O ANUAL DA ANPED, 31., 2008, Caxambu. Anais... p.01-16.

SILVA, Jansen. Introdução: avaliação do ensino e da aprendizagem numa perspectiva formativa reguladora. In: SILVA, Jansen, HOFFMANN, Jussara; ESTEBAN, Maria Teresa. Práticas avaliativas e aprendizagens significativas em diferentes áreas do currículo. Porto Alegre: Mediação, 2010, p.09-20.

TENORIO, Robinson; ANDRADE, Maria Antonia. A avaliação da educação superior no Brasil: desafios e perspectivas. In: LORD? LO, José; DAZZANI, Maria (org.). Avaliação educacional: desatando e reatando nós. Salvador: EDUFBA, 2009, p.31-55.

Downloads

Publicado

2019-09-06

Como Citar

FÁVERO, A. A.; PAGLIARIN, L. L. P. Políticas de avaliação da educação superior e os reflexos na aprendizagem discente. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 12, n. 3, p. 194–209, 2019. DOI: 10.26843/v12.n3.2019.762.p194-209. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/762. Acesso em: 13 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.