A Educação popular no Ensino Superior brasileiro

O protagonismo da Universidade Federal da Fronteira Sul

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/ae.v15i00.1142

Palavras-chave:

Ensino Superior, Educação Popular, Paulo Freire, Universidade Federal da Fronteira Sul.

Resumo

O projeto de universidade no Brasil estruturou-se numa perspectiva excludente e de bastante elitização. A educação popular surgiu na tentativa de colaborar para mudanças dos contextos de discriminação e injustiças sociais praticadas socialmente, buscando a coexistência da pluralidade de ideias e culturas, além da igualdade de oportunidades na educação. Os movimentos da educação popular transcenderam a alfabetização de adultos e ascenderam ao ensino superior. Este ensaio, fundado na análise documental e na revisão da literatura de cunho freiriano, se deu no âmbito do Observatório da Universidade Popular no Brasil do PPGE da Universidade Nove de Julho com foco nos estudos das matrizes institucionais das universidades criadas no início do século XXI no Brasil. O objetivo consistiu na reflexão do projeto da Universidade Federal da Fronteira Sul enquanto instituição pública, gratuita e popular, considerando seu potencial de materialização das concepções de Paulo Freire no cenário do ensino superior brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rui Anderson Costa Monteiro, Universidade Nove de Julho (UNINOVE), São Paulo – SP – Brasil

Docente. Doutorado em Educação (UNINOVE).

Referências

BENINCA, D.; SANTOS, E. O caráter popular da educação superior. In: SANTOS, E.; MAFRA, J. F.; ROMÃO, J. E. (org.). Universidade popular: Teorias, práticas e perspectivas. Brasília, DF: Liber Livros, 2013.

BRANDÃO, C. R. Educação como cultura. São Paulo: Editora Brasiliense, 1986.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Congresso Nacional, 1988. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 12 jun. 2021.

BRASIL. Lei n. 12.029, de 15 de setembro de 2009. Dispõe sobre a criação da Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/Lei/L12029.htm. Acesso em: 30 jun. 2021.

BRASIL. Marco de Referência da Educação Popular para as Políticas Públicas. Brasília, DF: DEPMC, 2014.

DEL VECHIO, A.; SANTOS, E. Educação superior no Brasil: Breves apontamentos sobre o lugar e o papel da diversidade institucional. In: DEL VECHIO, A.; SANTOS, E. Educação Superior no Brasil: Modelos e missões institucionais. São Paulo: BT Acadêmica, 2016.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 12. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREIRE, P. A importância do ato de ler: Em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez, 1989.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

GADOTTI, M. Educação popular, educação social, educação comunitária: Conceitos e práticas diversas, cimentadas por uma causa comum. Revista Diálogos, Brasília, v. 18, n. 2, p. 10-32, dez. 2012. Disponível em: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RDL/article/viewArticle/3909. Acesso em: 30 jun. 2021.

GADOTTI, M.; STANGHERLIM, R. A universidade na perspectiva da educação popular. In: MAFRA, J. F.; ROMÃO, J. E.; SANTOS, E. (org.). Universidade popular: Teorias, práticas e perspectivas. Brasília, DF: Líber Livros, 2013.

SANTOS, B. S.; ALMEIDA FILHO, N. A universidade no século XXI: Para uma universidade nova. Coimbra: Edições Almedina, 2008.

UFFS. Universidade Federal da Fronteira Sul. Ministério da Educação. Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Pedagogia: Licenciatura. Chapecó: UFFS, 2010.

UFFS. Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Resolução n. 31/CONSUNI/UFFS/2015. Aprova adequações ao novo Estatuto da Universidade Federal da Fronteira Sul. Chapecó: UFFS, 2015. Disponível em: https://www.uffs.edu.br/atos-normativos/resolucao/consuni/2015-0031. Acesso em: 30 jun. 2021.

ROMÃO, J. E.; LOSS, A. S. A Universidade Popular no Brasil. In: SANTOS, E; MAFRA, J. F.; ROMÃO, J. E. (org.). Universidade Popular: teorias, práticas e perspectivas. Brasília, DF: Liber Livro, 2013.

SANTOS, J. E. O.; TAVARES, M. Desafios históricos da inclusão: Características institucionais de duas novas universidades federais brasileiras. Arquivos analíticos de políticas educativas, Estados Unidos, v. 24, p. 1-22, 2016. Disponível em: https://epaa.asu.edu/index.php/epaa/article/view/2260. Acesso em: 30 jun. 2021.

SEABRA SANTOS, F.; ALMEIDA FILHO, N. A quarta missão da universidade: Internacionalização universitária na sociedade do conhecimento. Brasília, DF: Editora UNB, 2012.

TAVARES, M. A Universidade e a pluridiversidade epistemológica: A construção do conhecimento em função de outros paradigmas epistemológicos não ocidentocêntricos. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, v. 24, n. 24, p. 49-74, 2013. Disponível em: https://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/4177. Acesso em: 13 maio 2021.

UFFS. Universidade Federal da Fronteira Sul. Plano de Desenvolvimento Institucional - PDI 2012-2016. Chapecó: UFFS, 2012. Disponível em: https://www.uffs.edu.br/institucional/a_uffs/a_instituicao/plano_de_desenvolvimento_institucional. Acesso em: 30 jun. 2021.

Publicado

2022-06-01

Como Citar

Monteiro, R. A. C. (2022). A Educação popular no Ensino Superior brasileiro: O protagonismo da Universidade Federal da Fronteira Sul. Revista @mbienteeducação, 15(00), e022002. https://doi.org/10.26843/ae.v15i00.1142

Edição

Seção

Artigos Científicos