Destaques reflexivos sobre política no cotidiano

A ironia como método de sobrevivência (e senha para quebrar encantamentos)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/ae.v15i00.1090

Palavras-chave:

Política no cotidiano, Sobrevivência, Filosofia

Resumo

Este texto objetiva destacar elementos provocativos dos 35 textos produzidos por Luiz Felipe Pondé, nessa obra que trata de temas muito amplos e (apenas aparentemente) díspares – em que o autor se utilizará da ironia como método, que ele afirma ser de sobrevivência. Se sobrevivência for tomada em seu sentido mais profundo, é possível perceber que esse método contempla uma perspectiva muito reveladora, especialmente sob o argumento do autor de que o cotidiano tem ojeriza a uma política sem expectativas e utopias. Eis um destaque da abordagem que requer a leitura de todo o livro e seu competente diálogo com vários autores clássicos e contemporâneos. Em meio à complexidade do caos destes tempos, a crítica ao marketing, que a tudo fetichiza na manipulação retórica de palavras, conceitos e realidades, abre possibilidades de identificações e incômodos que permitem quebrar encantamentos. A ironia é, então, método e senha.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Araujo Costa, Universidade Nove de Julho (UNINOVE), São Paulo – SP – Brasil

Aluna egressa do Programa de Pós-graduação em Educação. Doutorado em Educação (UNINOVE).

Rosemary Roggero, Universidade Nove de Julho (UNINOVE), São Paulo - SP - Brasil

Docente no Programa de Pós-graduação em Educação e no Programa de Pós-graduação em Gestão e Práticas Educacionais. Doutorado em Educação (PUC/SP).

Referências

PONDÉ, L. F. Política no cotidiano: A ironia como método de sobrevivência. São Paulo: Contexto, 2021.

Publicado

2022-06-01

Como Citar

Costa, A. A., & Roggero, R. (2022). Destaques reflexivos sobre política no cotidiano: A ironia como método de sobrevivência (e senha para quebrar encantamentos). Revista @mbienteeducação, 15(00), e022011. https://doi.org/10.26843/ae.v15i00.1090

Edição

Seção

Resenhas

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.