A educação em tempo integral nas publicações periódicas: apontamentos iniciais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/v13.n2.2020.920.p160-173

Palavras-chave:

EDUCA? ? O INTEGRAL, EDUCA? ? O EM TEMPO INTEGRAL, AMPLIA? ? O DA JORNADA ESCOLAR, POLÍTICAS EDUCACIONAIS.

Resumo

Com a promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei nº. 9.394/1996, as propostas de ampliação da jornada escolar vêm ganhando mais espaço no âmbito das políticas educacionais brasileiras. Inspirados nas experiências de Anísio Teixeira (1950), na Bahia, e de Darcy Ribeiro (1983), no Rio de Janeiro, diferentes estados e municípios elaboram suas propostas de educação em tempo integral apresentando, para tanto, diferentes justificativas. Diante do exposto, apresenta-se como objetivo deste trabalho, evidenciar e analisar os dados do levantamento bibliográfico realizado na base de dados da biblioteca online SciELO, ao longo de pesquisa de iniciação científica, relacionada à temática da educação em tempo integral. Os dados pesquisados revelaram que os estudos sobre a educação em tempo integral iniciaram-se nos anos 2000 com um aumento nas publicações periódicas a partir de 2012, sendo que um total de noventa autores se dedicou a esses estudos. O prosseguimento da pesquisa poderá revelar se o direito das crianças e jovens por uma educação integral vem sendo ou não, progressivamente, conquistado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Lubarino Vilas Boas, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP)

Graduanda em Licenciatura em Ciências Naturais com habilitação em Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), Campus São João da Boa Vista. Participante de projeto de iniciação científica fomentado pelo IFSP (2019-2020). Professora de educação básica no município de São João da Boa Vista.

Andréia Silva Abbiati, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP)

Docente da área de Educação/Pedagogia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), Campus São João da Boa Vista e pesquisadora do Laboratório de Gestão Educacional (LAGE/UNICAMP). Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da UNICAMP (2019), Mestre em Educação pela UNIMEP (2008), Especialista em Gestão da Rede Pública pela USP de Ribeirão Preto (2011) e em Gestão Educacional pela UNICAMP (2006), Licenciada em Ciências com Habilitação em Matemática pelas Faculdades Integradas Maria Imaculada (1994) e em Pedagogia pelo Centro Universitário Amparense - UNIFIA (1998). Possui experiência na área educacional, com ênfase em políticas públicas e sistemas de ensino, desenvolvendo pesquisas relacionadas às temáticas direito à educação, educação (em tempo) integral, planejamento educacional e formação de professores. Integra o Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (BASIs).

Referências

ASSOCIA? ? O BRASILEIRA DE NORMAS T? CNICAS. NBR 6023:2002: Informação e documentação - Referências ? Elaboração. Rio de Janeiro, 2002. Disponível em: https://www.ufrgs.br/psicoeduc/arquivos/abnt-nbr-6023-referencias.pdf. Acesso em: 7 nov. 2019.

BRANCO, Veronica. Desafios para a implantação da Educação Integral: análise das experiências desenvolvidas na região sul do Brasil. Educar em Revista, Curitiba, n. 45, p. 111-123, jul./set., 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/n45/08.pdf. Acesso em: 7 nov. 2019.

BRASIL. Decreto n. 7.083, de 27 de janeiro de 2010. Dispõe o Programa Mais Educação. Brasília, DF: MEC, 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7083.htm. Acesso em: 7 nov. 2019.

BRASIL. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação ? PNE e dá outras providências. Brasília, DF: MF/MP/MEC, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 6 nov. 2019.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: MEC, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 6 nov. 2019.

BRASIL. Portaria normativa interministerial n. 17, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa Mais Educação. Brasília, DF: MEC, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/mais_educacao.pdf. Acesso em: 6 nov. 2019.

CAVALIERE, Ana Maria. Escola pública de tempo integral no brasil: filantropia ou política de estado?. Educ. Soc., Campinas, v. 35, nº. 129, p. 1205-1222, out./dez., 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v35n129/0101-7330-es-35-129-01205.pdf. Acesso em: 30 out. 2019.

CAVALIERE, Ana Maria; COELHO, Lígia Martha. Para onde caminham os Cieps? Uma análise após 15 anos. Cadernos de Pesquisa, n. 119, jul. 2003, p. 147-174, Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/n119/n119a08.pdf. Acesso em: 6 nov. 2019.

GON? ALVES, Antonio Sérgio. Reflexões sobre educação integral e escola de tempo integral. Cadernos Cenpec, v. 1, n. 6, 2006, p.129-135, Disponível em: http://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/article/view/136. Acesso em: 12 nov. 2019.

GOOGLE. Como funciona a Pesquisa Google. Google, 2019. Disponível em: https://www.google.com/search/howsearchworks. Acesso em: 13 nov. 2019.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MENEZES, Ebenezer Takuno de. Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova. Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil. São Paulo: Midiamix, 2001. Disponível em: https://www.educabrasil.com.br/manifesto-dos-pioneiros-da-educacao-nova/. Acesso em: 13 nov. 2019.

ROSA, Viviane Silva da. O programa mais educação como política pública nacional de educação integral. In: IX ANPED SUL - Seminário de pesquisa em educação da região sul, 9., 2012, Caxias do Sul. Conferência [...]. Caxias do Sul: UCS, 2012. p. 1-15. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/paper/viewFile/1095/129. Acesso em: 30 out. 2019.

TEIXEIRA, Anísio Spínola. Uma experiência de Educação Primária Integral no Brasil. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Rio de Janeiro, v. 38, n. 87, p. 21-33, jul./set., 1962.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2020-06-01

Como Citar

VILAS BOAS, M. L.; ABBIATI, A. S. A educação em tempo integral nas publicações periódicas: apontamentos iniciais. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 13, n. 2, p. 160–173, 2020. DOI: 10.26843/v13.n2.2020.920.p160-173. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/920. Acesso em: 30 maio. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)