(Re)pensando a educação inclusiva: análise curricular de um curso de pedagogia

Autores

  • Tatiany Michelle Gonçalves da silva UNIVERSIDADE NACIONAL DE BRASÍLIA/ SEE -DF
  • Dirceu Manoel de Almeida Junior Professor da Secretária de Educação do DF, mestre em Educação pela Universidade Católica de Brasília, mestrando em Direitos Humanos e Cidadania pela UnB, licenciado em Pedagogia e História e pós-especializado em Orientação educacional.
  • Rodrigo Francisco Dias Professor da área de História do IFMG - Campus Bambuí, Doutorado em História pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU),mestrado em História (2014) e o Curso de Graduação em História (Bacharelado e Licenciatura).

DOI:

https://doi.org/10.26843/v13.n2.2020.914.p187-215

Palavras-chave:

Formação inicial, Inclusão, Currículo, Pedagogia.

Resumo

Muito se tem discutido acerca do papel da educação inclusiva em nossas escolas, e a formação docente sobre essa perspectiva: Mendes (2006), Mantoan (2003; 2006; 2007), Demo (2017), Freire (1996; 2013), entre outros. Assim sendo, este trabalho de conclusão do curso de Especialização em Ensino Interdisciplinar em Infância e Direitos Humanos da Universidade Federal de Goiás/Regional de Catalão, que ao percurso de dois anos de muitas leituras voltadas à Inclusão, reforçou a nossa ideia de direito a educação, como sinônimo de igualdade e respeito à dignidade humana. Partindo desses princípios, propomos um novo olhar sobre a Educação Inclusiva, a partir da formação inicial dos pedagogos, de como são estruturadas as matrizes curriculares do curso de Pedagogia no que tange o tema inclusão. Neste caso, escolhemos o curso ofertado pela Universidade Estadual de Goiás na unidade de Formosa, no anseio de realizarmos a análise de como essa formação inicial tem contribuído para preparação desses docentes para a atuação na área inclusiva. Com efeito, o objetivo deste estudo foi analisar, por meio de uma pesquisa qualitativa de cunho documental, com a coleta de dados relacionados ao tema inclusão e usando como instrumentos: o Projeto Político desse curso de Pedagogia, os planos de ensino e as ementas de cada disciplina ofertadas pelo currículo atual, vigente desde 2015, para compreendermos se houve mudança especificamente no que concerne a inclusão escolar. Por fim, os resultados ressaltaram a complexidade do processo de implementação dessa temática no universo acadêmico e de como esse tema é abordado na formação inicial de Pedagogia do campus da Universidade Estadual de Goiás (UEG) de Formosa-GO.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiany Michelle Gonçalves da silva, UNIVERSIDADE NACIONAL DE BRASÍLIA/ SEE -DF

sou pedagoga e biologa, mestranda em ensino de Ciências Ambientais e professora da SEE-DF.

Dirceu Manoel de Almeida Junior, Professor da Secretária de Educação do DF, mestre em Educação pela Universidade Católica de Brasília, mestrando em Direitos Humanos e Cidadania pela UnB, licenciado em Pedagogia e História e pós-especializado em Orientação educacional.

Professor da Secretária de Educação do DF, mestre em Educação pela Universidade Católica de Brasília, mestrando em Direitos Humanos e Cidadania pela UnB, licenciado em Pedagogia e História e pós-especializado em Orientação educacional.

Rodrigo Francisco Dias, Professor da área de História do IFMG - Campus Bambuí, Doutorado em História pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU),mestrado em História (2014) e o Curso de Graduação em História (Bacharelado e Licenciatura).

professor da área de História do IFMG - Campus Bambuí, Doutorado em História pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU),mestrado em História (2014) e o Curso de Graduação em História (Bacharelado e Licenciatura).

Referências

BRASIL. Constituição Federal (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico,1988.

BRASIL. Lei nº 13.146 de 06 de Julho de 2015- institui a Lei Brasileira de Inclusão da pessoa com Deficiência (estatuto da pessoa com deficiência). Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm> acessado em 20 de Fevereiro de 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Censo Escolar de 2017- Portal INEP- Instituto de Nacional de Estudo e Pesquisas educacionais Anísio Teixeira. Disponível em: acessado em 10 de Abril de 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Declaração de Salamanca (1994). Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/ seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf > acessado em 29 de Maio de 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia ? Licenciatura. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf > acessado em 10 de Novembro de 2018.

BRASIL, Ministério da Educação. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica / Secretária de Educação Especial ? MEC; SEESP, 2001.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 2, de 11 de Setembro de 2001- Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/resolucao2.pdf.> acesso em 09 de Maio de 2018

BRASIL. Ministério da Educação. Decreto nº 5.626, de 22 de Dezembro de 2005 - Inclusão da LIBRAS como disciplina curricular. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm > acessado em 23 de Maio de 2019

BRASIL. Ministério da Educação. IDEB ? Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Disponível em <http://ideb.inep.gov.br/resultado/ > acessado em 12 de Março de 2019.

BRASIL, Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva ? MEC/SEESP. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/ index.php?option=com_docman&view=download &alias = 16 690 -politica-nacional-de educacao-especial-na-perspectiva-daeducacao-inclusiva-05122014&Itemid=30192> acessado em 12 de Janeiro de 2018.

BRASIL, Ministério da Educação. Resolução CsA nº 891/2015 ? Aprova o Projeto Pedagógico do curso de licenciatura ? UEG campus Formosa e dá outras providências. Disponível em: < file:///C:/Users/TATIANE/Downloads/csa_2015_antigo_46_novo_891.pdf > acessado em 24 de Maio de 2019.

COLET? NEA CERIS. Ano 1, n.1 (2003) ? Rio de Janeiro: CERIS/ Mauad, 2003. Direitos Humanos no Brasil: diagnóstico e perspectivas? ?. Daniel Rech (coord.).

DEMO, Pedro. Questionando a graduação (ensaio). Disponível em <https://docs.google.com/document/d/1y-OhRkIY-Lb_Y2P-0eVntZZQBY79MbPY4fSdA8T Sol 4/pub > acessado em 10 de Agosto de 2017.

______. Pesquisa qualitativa: Busca de equilíbrio entre forma e conteúdo. Revista latino-americana enfermagem, Ribeiro Preto, v. 6, n. 2, p. 89-104, abril 1998.

FERREIRA, Júlio Romero. A exclusão da diferença: a educação do portador de deficiência. Piracicaba: Unimep, 1993.

FIGUEIRA, Emilio. Educação Inclusiva ? Ebook digital. São Paulo, 2018.

FREIRE, Paulo. ? sombra desta mangueira / Paulo Freire; Ana Maria de Araújo Freire.- 11.ed.-Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

______. Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à pratica educativa. Editora: Paz e Terra. São Paulo, 1996.

GAIA ? Observatório de Aprendizagem de Inclusivas. Disponível em <http://gaiaueg.blogspot.com/p/gaia-2019.html > acessado em 20 de Março de 2019.

LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho cientifico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica , projetos , relatórios, publicações e trabalhos científicos / Mariana de Andrade Marconi , Eva Maria Lakatos. ? 7.ed. ? 9. reimpr. ? São Paulo: Atlas , 2014.

MANTOAN, Maria Tereza ? gler . Inclusão escolar: o que é? por quê? como fazer? / Maria Teresa Eglér Mantoan. ? Editora: Moderna. São Paulo, 2003.

______. PRIETO, Rosângela Gavioli; ARANTES, Valéria Amorim (Org.) - Inclusão escolar: pontos e contrapontos. Ed: Summus. São Paulo, 2006.

______. Igualdade e diferença nas escolas: olhares de futuras pedagogas. FE/UNICAMP- Campinas, São Paulo, 2007.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de Metodologia Científica. São Paulo: Editora Atlas S.A., 2010.

MENDES, Enicéia Gonçalves. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil. Revista de Educação v.11 n.33 Set/Dez., 2006.

MICHELS, Mendes Helena, Gestão. Formação docente e inclusão: eixos da reforma educacional brasileira que atribuem contornos à organização escolar. REVISTA BRASILEIRA DE EDUCA? ? O, Campinas, v. 11, n. 33, Set. /Dez. 2006.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, Vozes, 2012.

OLIVEIRA, Silvio Luiz de. Tratado de Metodologia Cientifica: projetos de pesquisas, TGI, TCC, monografias, dissertações e Teses; revisão Maria Aparecida Bessana. Editora: Thomson Learning. São Paulo, 2007.

OS? RIO. Antônio Carlos do Nascimento. Projeto Pedagógico: o pensar e o fazer. Integração. Diversidade na educação. Brasília: ministério da Educação/Secretaria de Educação Especial. N. 21. P.11 ? 18. 1º semestre 1999.

RAMOS, Marise Nougueira. História e política da educação profissional. Curitiba, PR: Instituto Federal do Paraná, 2014. Disponível em: <http://curitiba.ifpr.edu.br/wp-content/uploads/2016/Historia-e-politica-da-educação-profissiona.pdf>.

RINALDI, Renata Portela; REALI, Aline Maria de Maria Rodrigues; COSTA, Maria da Piedade. Educação especial e formação de professores: onde estamos... para onde vamos? Horizontes, Belo Horizonte, v. 25, n. 1, jan./jun. 2007

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2020-06-01

Como Citar

GONÇALVES DA SILVA, T. M.; DE ALMEIDA JUNIOR, D. M.; DIAS, R. F. (Re)pensando a educação inclusiva: análise curricular de um curso de pedagogia. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 13, n. 2, p. 187–215, 2020. DOI: 10.26843/v13.n2.2020.914.p187-215. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/914. Acesso em: 22 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.