A prática do pedagogo escolar na prevenção do abuso de drogas na adolescência

Autores

  • Tatiane Delurdes de Lima-Berton Universidade Federal do Paraná
  • Michelle Popenga Geraim Monteiro Universidade Federal do Paraná
  • Araci Asinelli-Luz Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.26843/v13.n2.2020.890.p78-92

Palavras-chave:

Educação, Adolescência, Prevenção do abuso de drogas, Pedagogia.

Resumo

Com a indagação sobre as ações do pedagogo frente à prevenção de drogas com adolescentes, objetivou-se com este estudo verificar as práticas deste profissional na prevenção do abuso uso de drogas na adolescência. Com uma proposta qualitativa, utilizou-se estudo com caráter correlacional, descritivo e exploratório, em pesquisa de campo e com o uso de entrevistas semiestruturadas. Foram participantes da pesquisa três pedagogas escolares da rede de colégios estaduais, de um município da região metropolitana de Curitiba. Para análise dos dados utilizou-se a técnica dos Núcleos de Significação. Os resultados das análises emergiram cinco Núcleos de Significação: Ser, Conhecer, Fazer, Sentir e Ausência. Para o presente estudo, buscou-se o recorte do Núcleo do

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiane Delurdes de Lima-Berton, Universidade Federal do Paraná

Doutoranda em Educação (2018-2021) e Mestre em Educação (2015-2017) junto ao Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Paraná na Linha Cognição, Aprendizagem e Desenvolvimento Humano, sob orientação da Professora Doutora Araci Asinelli da Luz. Graduanda em Tecnologia em Gestão Pública pela Universidade Estadual do Oeste (UNICENTRO) (2018-2020). Especialista em Educação Integral Transformadora pela Faculdade Vicentina e Associação Gente de Bem, com patrocínio da Embaixada da Finlândia (2015-2017). Graduada em Pedagogia - Licenciatura Plena - pela Faculdade Cenecista de Campo Largo - FACECLA (Bolsista PROUNI) - voltado à formação de professores para o exercício das funções de magistério na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental e também para a docência da Educação de Jovens e Adultos e Gestão Educacional (2010-2014). Concluinte do Curso de Formação de Docentes (2007- 2010) para Educação Infantil e Ensino Fundamental - Séries Iniciais. Foi vinculada profissionalmente à Prefeitura Municipal de Campo Largo, estatutária, exercendo o cargo de Educadora Social (2011-2018), atuando com crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Participação ativa no Grupo de Pesquisa Cognição, Aprendizagem e Desenvolvimento Humano da Universidade Federal do Paraná; participação ativa na Comunidade de Prática de Pesquisa em Educação Preventiva Integral e Desenvolvimento Humano coordenado pela Professora Doutora Araci Asinelli da Luz da Universidade Federal do Paraná e no Grupo de Pesquisa do Núcleo de Estudos de Pedagogia Social (NEPS) da Universidade Federal do Paraná, com temática em Pedagogia Social e pesquisa coordenado pelas Professoras Doutoras Evelcy Monteiro Machado e Araci Asinelli da Luz. Possui experiência na área da Educação, com ênfase em Educação Social e Pedagogia Social.

  

Michelle Popenga Geraim Monteiro, Universidade Federal do Paraná

Doutoranda em Educação - Cognição, aprendizagem e desenvolvimento humano - pela Universidade Federal do Paraná (2018 - 2022). Mestra em Educação (2017) - Teoria e Prática de Ensino, com ênfase nas perspectivas da violência, bullying e Cultura da Paz, pela Universidade Federal do Paraná, sob orientação da professora doutora Araci Asinelli da Luz. Especialista em Neuropedagogia pelo Instituto Rhema de Educação (2015) e graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário Uninter (2012). Atuou como professora colaboradora da Universidade Estadual do Paraná no campus Curitiba I (Escola de Música e Belas Artes do Paraná) no cursos de Licenciatura em Música e Artes Visuais e como profissional do magistério - docência I da Prefeitura Municipal de Curitiba. Participação ativa no Grupo de Pesquisa Comunidade de Prática de Pesquisa em Educação Preventiva Integral e Desenvolvimento Humano e do Grupo de Pesquisa Complexidade, coordenados pela Professora Doutora Araci Asinelli da Luz da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência na área de Educação como professora do Ensino Superior e do Ensino Fundamental I e possui conhecimentos nas áreas de LIBRAS e Língua Inglesa.

Araci Asinelli-Luz, Universidade Federal do Paraná

Possui graduação em História Natural pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1969), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (1987) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2000). Tem especialização em Ensino de Ciências, em Psicodrama Pedagógico e em Prevenção da Violência Doméstica contra criança e adolescente. Atualmente é professor associado 4 junto ao Departamento de Teoria e Prática de Ensino, Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em prevenção do abuso de drogas, gênero e sexualidade, prevenção da violência contra a criança e o adolescente, educação socioambiental, educação em direitos humanos e cultura da paz. Atua na formação inicial e continuada de professores. Membro do PRONEA e da Comissão Nacional do PNLD pela SBPC e ex-secretária regional da SBPC no Paraná por três gestões; foi membro do Conselho e do GT Educação da SBPC. Foi membro da Comissão da Infância e da Adolescência da OABPR(2011-2012) ; foi membro do Conselho Curador da Fundação Educacional Meninos e Meninas de Rua Profeta Elias; é membro do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, pela UFPR. ? pesquisadora na linha da cognição, aprendizagem e desenvolvimento humano,do Programa de Pós-Graduação em Educação, do Setor de Educação da UFPR, orientando teses e dissertações na sub-linha Educação Preventiva Integral e Desenvolvimento Humano e do Programa de Pós-Graduação em Educação Teoria e Prática de Ensino (Mestrado Profissional) . Participa dos seguintes Núcleos e Grupos de Pesquisa: Educação, Ambiente e Sociedade (NEAS); Diversidades e Educação; Núcleo Interinstitucional de Enfrentamento das Dependências Químicas da UFPR- NIED; Núcleo de Estudos de Pedagogia Social da UFPR - NEPS e Pedagogia, Educação e Complexidade. Representante da UFPR no Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil. Registro ORCID: orcid.org/0000-001-5880-0543

 

Referências

AGUIAR, Wanda Maria Junqueira; OZELLA, Sergio. Núcleos de significação como instrumento para a apreensão da constituição dos sentidos. Psicologia Ciência e Profissão, São Paulo, v.26, n. 2, p. 222-245, jun/dez. 2006.

ASINELLI-LUZ, Araci. Educação e prevenção ao abuso de drogas: limites e possibilidades. 166 f. Tese (Doutorado em Educação), Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

ASINELLI-LUZ, Araci. Visão educacional das drogas: orientação para os pais e professores. In: ANDREOLI, Cleverson; TORRES, Patrícia Lupion. (Org.). In: Complexidade: redes e conexões do ser sustentável. Curitiba: SENAR - PARANÁ, 2014. p. 377 ? 397.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP No 1, de 15 de maio de 2006. Aprova as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, Brasília, mai. 2006. <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf> Acesso em: 11 dez. 2019.

BRASIL. Presidência da República. Lei Federal nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Brasília. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 11 dez. 2019.

BRASIL. Presidência da República. Lei Federal nº 8069, de 13 de julho de 1990. Institui o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, Distrito Federal, 1990/2013.

BRASIL. Presidência da República. Lei Federal nº 11.343 de 23 de agosto de 2006. Brasília: D.O.U. de 24.08.2006. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Lei/L11343.htm>. Acesso em: 11 dez. 2019.

BRASIL. Secretaria Nacional Antidrogas. Política Nacional Antidrogas. D.O.U Nº 165- 27.08.2002. Brasília: Presidência da República, Gabinete de Segurança, Secretaria Nacional Antidrogas, 2001. 36p.

DUARTE, Cláudio Elias; MORIHISA, Rogério Shigueo. Prevenção do uso indevido de drogas: Capacitação para Conselheiros Municipais. 3 ed. Brasília: Ministério da Justiça. Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas. 2012.

FLICK. Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 23 ed. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1987.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar 2009 (PeNSE). Rio de Janeiro, 2009.

IBGE. Ministério da Saúde. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar 2012 (PeNSE). Rio de Janeiro, 2012.

IBGE. Ministério da Saúde. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar 2015 (PeNSE). Rio de Janeiro, 2016.

LIB? NEO, José Carlos. Identidade da Pedagogia e Identidade do Pedagogo. In:

BRABO, Tânia Suely Antonelli Marcelino; CORDEIRO, Ana Paula; MILANEZ, Simone Ghedini Costa (org.). Formação da pedagoga e do pedagogo: pressupostos e perspectivas. Marília: Oficina Universitária; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012. p. 11-34.

LIMA, Tatiane Delurdes de. O educador social e o pedagogo escolar na prevenção do abuso de drogas na adolescência. 167 f. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2017.

MALHEIROS, Irene de Jesus Andrade; ALVES, Silvio. Uma proposta pedagógica sobre prevenção ao uso indevido de drogas. Curitiba, 2009. Disponível em:<http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/sem_pedagogica/fev_2009/proposta_pedagogica_prevencao_drogas_seed.pdf>. Acesso em: 11 dez. 2019.

MINDAL, Clara Brener; GU? RIOS, Ettiène Cordeiro. Formação de professores em instituições públicas de ensino superior no Brasil: diversidade de problemas, impasses, dilemas e pontos de tensão. Educar em Revista, n. 50, Universidade Federal do Paraná, Curitiba; 2013.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Introdução às Diretrizes Curriculares, 2006. Disponível em: <http://www.educacao.pr.gov.br/arquivos/File/coletaneas/coletanea2006.pdf>. Acesso em: 11 dez. 2019.

ROSELLI-CRUZ, Amadeu. A análise do discurso da prevenção do abuso de drogas. 202f. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos), Faculdade de Letras da UFMG, Belo Horizonte, 2002.

SÁ, Ricardo Antunes. Pedagogia e complexidade: diálogos preliminares. Educar em Revista, Curitiba, v. 1, n. 32, p. 57-73, jan/abr. 2008.

SCHENKER, Miriam; MINAYO, Maria Cecília de Souza. Fatores de risco e proteção para o uso de drogas na adolescência. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 10, n. 3, p. 707-717, mai./out. 2005.

VYGOTSKY. Lev Semenóvich. Desarrollo de lós Intereses em La edad de Transición. In: APOROZHETS. Alexandre Vladimirovich. (Ed.). Obras Escogidas IV: Paidología Del adolescente ? Problemas de La psicologia infantil. Madrid: Centro de Publicaciones Del Vysor Aprendizaje y Ministerio de Cultura Y Ciencia, 1996. p. 170 ? 186.

Downloads

Publicado

2020-06-01

Como Citar

LIMA-BERTON, T. D. de; MONTEIRO, M. P. G.; ASINELLI-LUZ, A. A prática do pedagogo escolar na prevenção do abuso de drogas na adolescência. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 13, n. 2, p. 78–92, 2020. DOI: 10.26843/v13.n2.2020.890.p78-92. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/890. Acesso em: 14 jun. 2024.