O caráter pedagógico do Museu Histórico Professor Carlos da Silva Lacaz da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Autores

  • Elaine Cristina Moreira Silva Coordenador Geral PARFOR da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
  • Carlos Bauer

DOI:

https://doi.org/10.26843/v6.n2.2013.68.p295%20-%20314

Palavras-chave:

Museu históricO, História da educação, Profissão, Medicina

Resumo

Resumo

Reconhecer a importância da trajetória médica torna-se muito importante nos dias de hoje por conta dos avanços tecnológicos e o museu de medicina da USP, criado em 1977, vem, a cada ano, se tornando local primordial de pesquisas e construção de saberes. O museu constitui um acesso privilegiado à cultura médica, oferecendo infinitas possibilidades de compreender nossas identidades científicas, técnicas, éticas e até estéticas. O corte cronológico definido para este trabalho contempla desde a criação do museu em 1977 até 2010; a pesquisa procurou realizar um estudo documental dos registros que o museu possui com a finalidade de levantamento de dados na busca de conhecer os registros do museu acerca da ação educativa e obter uma compreensão dos processos educativos museais dessa instituição, pretendendo refletir sobre aspectos do trabalho pedagógico desenvolvido pelo setor Educativo do mesmo, com a intenção de contribuir para uma análise sobre a trajetória da formação médica no país, objetivando investigar os caminhos e mecanismos de utilização pedagógica do Museu de Medicina Prof. Carlos da Silva Lacaz. As estratégicas metodológicas da investigação delineiam-se nos marcos da pesquisa qualitativa e, dentro da pesquisa qualitativa, optamos por trabalhar com três instrumentos: os documentos, as entrevistas e a inserção em campo, buscando apoio na história oral e na análise de documentos e artefatos. Foi realizada também a técnica da observação participante, estratégia para reunir dados onde os pesquisadores ficam incluídos por um período de tempo dentro do cenário da pesquisa para se obter uma perspectiva interna do cenário e da cultura do grupo. Foram utilizadas também entrevistas semiestruturadas como instrumento de investigação. Na pesquisa partimos do pressuposto de que as ações educativas desenvolvidas no museu são ações propostas para responder a intencionalidades e cumprir objetivos específicos voltados para determinados públicos, de acordo com o contexto histórico, social e da profissão médica.

Palavras-chave: Museu histórico; História da educação; Profissão; Medicina.

The pedagogical Historical Museum Teacher Carlos da Silva Lacaz of the Faculty of Medicine, University of São Paulo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elaine Cristina Moreira Silva, Coordenador Geral PARFOR da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Doutorado em Educação pela Universidade Nove de Julho, Brasil(2014)

Referências

ARCOVERDE, T. L. Formação médica: (des)construção do sentido da profissão- a trajetória da representação social. 2004. (Dissertação). Fundação Universidade Regional de Blumenau, FURB, Blumenau.

AUSUBEL, D. P. Aquisição e retenção de conhecimento: uma perspectiva cognitiva: Lisboa: Paralelo. 2003.

BAKHTIN, M. M. Marxismo e filosofia da linguagem.11.ed. São Paulo: Hucitec. 2004.

CABRAL, M. Avaliação das ações educativas em museus brasileiros. 2006. Disponível em: < http://www.icom.org.br/ AVALIACAO_ACOES_EDUC_MUSEUS_ BRAS%20.pdf >.

DEMO, P. Educar pela pesquisa: Campinas, SP: Autores Associados. 1996.

FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam.18.ed. São Paulo: Cortez. 1987.

HELLER, A. O cotidiano e a história: Rio de Janeiro: Paz e Terra. 1982.

JAPIASS? , H.; MARCONDES, D. Dicionário básico de filosofia: Rio de Janeiro: Zahar. 1996.

LOPES, M. M. Museu: uma perspectiva de educação em geologia. 1988. (Dissertação). Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação, Campinas, SP 1988.

MACHADO, M. I. S. O papel do setor educativo nos museus: análise da literatura (1987 a 2006) e a experiência do museu da vida. 2009. (Tese). Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Geociências Campinas, SP. 2009.

MARANDINO, M. Interfaces na relação museu-escola. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 18, n. 1, p. 85-100, abr. 2001. Disponível em: < https://periodicos. ufsc.br/index.php/fisica/article/

view/6692 >.

MAZZIERI, B. R. Faculdade de Medicina da universidade de São Paulo: testemunhos de sua história: São Paulo: Fundo Editorial BYK. 2000.

MORTARA, A. Avaliação de ações educativas em museus. In. 1º Encontro das ações educativas em museus da cidade

de São Paulo, 2006. Disponível em: < www.forumpermanente.incubadora.fapesp. br >.

MOTA, A. Tropeços da medicina bandeirante: medicina paulista: 1892-1920: São Paulo: EDUSP. 2005.

MOTA, A. Arte e medicina: interfaces de uma profissão: São Paulo: FMUSP. 2010. MOTA, A.; MARINHO, M. G. S. M. Arnaldo Vieira de Carvalho e a faculdade de Medicina: práticas médicas em São Paulo

(1888-1938). 2009. Disponível em: < http:// w w w 2 . f m . u s p . b r / m u s e u / m o s t r a h p . php?origem=museu&xcod=Arnaldo%20

V i e i r a % 2 0 d e % 2 0 C a r v a l h o % 2 0 e % 2 0 a % 2 0 F a c u l d a d e % 2 0 d e % 2 0 Medicina&dequem=Exposi%E7%F5es >.

PENTEADO, H. D. Pedagogia da comunicação: teorias e práticas.2.ed. São Paulo: Cortez. 2001.

REVISTA MUSEU. 2009. Disponível em: < http://www.revistamuseu.com.br/default. asp >.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico.22.ed. São Paulo: Cortez. 2003.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente: São Paulo: Martins Fontes. 1984.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem: São Paulo: Martins Fontes. 1993.

Downloads

Publicado

2017-09-14

Como Citar

SILVA, E. C. M.; BAUER, C. O caráter pedagógico do Museu Histórico Professor Carlos da Silva Lacaz da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo . Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 6, n. 2, p. 295–314, 2017. DOI: 10.26843/v6.n2.2013.68.p295 - 314. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/68. Acesso em: 22 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos