O papel do professor do 5º ano do ensino fundamental no ensino dos conteúdos geométricos

Autores

  • Karina Alves Biasoli Stanich
  • Clarilza Prado de Sousa

DOI:

https://doi.org/10.26843/v7.n2.2014.490.p408%20-%20418

Palavras-chave:

Representação Social, Ensino Fundamental, Geometria.

Resumo

Resumo

Historicamente, a Geometria constituiu-se como conteúdo disciplinar cindido em duas instâncias distintas (uma prática, de caráter não obrigatório, e outra abstrata, considerada ramo da disciplina Matemática), direcionadas para públicos também distintos (a prática direcionada à grande massa e a abstrata considerada apenas para a elite), que atingindo as escolhas didáticas do grupo dos professores deixou marcas na autoimagem que esses profissionais construíram ao longo do exercício da atividade docente. O presente estudo tem por objetivo trazer uma melhor compreensão sobre o papel que os professores do 5º ano do Ensino Fundamental atribuem a si próprios a partir da relação que estabelecem com os conteúdos geométricos. Desenvolvido a partir dos dados coletados em estudo mais amplo, por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas junto a 24 professores, de dezoito unidades escolares do Estado de São Paulo/Brasil, que foram analisadas por meio da análise de conteúdo e sob o aporte teórico da Teoria das Representações Sociais. Os resultados evidenciaram a ausência de um repertório mínimo de conhecimento construído por esse grupo sobre os conceitos e conteúdos geométricos que se revelou, negativamente, na autoimagem dos professores participantes, na medida em que diziam não se sentirem suficientemente preparados para o exercício pleno da sua função de ensinar.

Palavras-chave: Representação Social; Ensino Fundamental; Geometria.

THE ROLE OF THE TEACHER IN THE 5th GRADE OF ELEMENTARY SCHOOL IN THE TEACHING OF GEOMETRIC CONTENT

Abstract

Historically, the Geometry was established as disciplinary content and split into two separate bodies - the practice, not being mandatory and the abstract, considered a branch of Mathematics discipline. Both focused on different audiences - the practice towards the great mass and the abstract towards the elite, which reaching the didactic choices of this group of teachers left marks on their self-image that had been built over the teaching practice. The present study aims to bring a better understanding of the 5th grade elementary school teachers

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BECKER, F. Epistemologia do professor de Matemática. Petrópolis: Vozes, 2012. BROITMAN, C.; ITZCOVICH, H. Geometria nas séries iniciais do ensino fundamental: problemas de seu ensino, problemas para seu ensino. In: PANIZZA, M. Ensinar matemática na educação infantil e nas séries iniciais: análises e propostas. Tradução de Antonio Feltrin. Porto Alegre: Artmed, 2006. p. 169-188. BROUSSEAU, G. Os diferentes papéis do professor. In: PARRA, C.; SAIZ, I. Didática da matemática: reflexões psicopedagógicas. Tradução de Juan Acuña Llorens. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996. p. 48-72. CHEVALLARD, Y.; BOSCH, M.; GASC? N, J. Estudar matemáticas: o elo perdido entre o ensino e a aprendizagem. Tradução de Daisy Vaz de Moraes. Porto Alegre: Artmed, 2001. CURI, E. Formação de professores polivalentes: uma análise de conhecimentos para ensinar Matemática e de crenças e atitudes que interferem na constituição desses conhecimentos. Tese (Doutorado em Educação Matemática) ? Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004. ENS, R.T.; GISI, M. L.; EYNG, A. M. Políticas de formação de professores e representações sociais de estudantes de licenciaturas: aproximações e implicações para políticas de mudança. In: SOUSA, C. P. D.; VILLAS B? AS, L. P. S; ENS, R. T. (Org.) Representações sociais: políticas educacionais, justiça social e trabalho docente. Curitiba: Champagnat; São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2012. p. 33-66. GATTI, B. A. Formação de professores: condições e problemas atuais. Revista Brasileira de Formação de Professores ? RBFP, v. 1, n. 1, p. 90-102, maio 2009. ? ? ? ? ? ? ; BARRETO, E. S. S. (Coord.). Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: Unesco, 2009. ? ? ? ? ? ? ; BARRETO, E. S. S.; ANDR? , M. E. D. A. Políticas docentes: um estado da arte. Brasília: Unesco, 2011. KOBASHIGAWA, M. K. Parâmetros Curriculares Nacionais de Matemática para o Ensino Fundamental: das prescrições ao currículo praticado pelos professores. Dissertação (Mestrado profissional em Ensino de Matemática) ? Pontifícia Cató- lica de São Paulo, São Paulo, 2006. MAIA, L. O ensino da geometria ? analisando diferentes representações. Educação Matemática em Revista, ano 7, n. 8, p. 24-32, 2000. MOSCOVICI, S. Representações sociais: investigações em psicologia social. Tradução de Pedrinho A. Guareschi. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 2010. Versão inglesa de Gerard Duveen. NACARATO, Adair M. Educação continuada sob a perspectiva da pesquisa-ação: currículo em ação de um grupo de professores ao aprender ensinando geometria. Tese (Doutorado) ? Unicamp, Campinas, 2000. PAIS, L. C. Transposição didática. In: MACHADO, S. D. A. (Org.). Educação Matemática: uma (nova) introdução. 3. ed. rev. São Paulo: Educ, 2010. p. 11-48. PANIZZA, M. Ensinar matemática na educação infantil e nas séries iniciais: aná- lises e propostas. Porto Alegre: Artmed, 2006. PIMENTA, S.D.A.; DIAS, A.A. Profissionalização docente: expectativas em direção à profissionalidade. In: SOUSA, C. P. D.; VILLAS B? AS, L. P. S; ENS, R. T. (Org.) Representações sociais: políticas educacionais, justiça social e trabalho docente. Curitiba: Champagnat; São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2012. p. 111-132. ROLD? O, M. C. Estratégias de ensino: o saber e o agir do professor. 2. ed. Portugal: Fundação Manuel Leão, 2010. SOUSA, C. P.; OLIVEIRA, T. J.; ROCHA; M. C.; SÁ; I. R.; SANTOS, S. M.; SILVA; S. O. A.; SUGAHARA, L. Y.; STANICH, K. A. B.; TAVARES, A. V. Dificuldades recorrentes dos alunos do 5.º ano do Ensino Fundamental em matemática. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 23, n. 53, p. 198-221, set-dez 2012. STANICH, K. A. B. O processo de ensino e aprendizagem da Geometria: Representações Sociais de professores do 5º ano do Ensino Fundamental. Dissertação (Mestrado em Educação: Psicologia da Educação) ? Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013. SPINK, M. J. Desvendando as teorias implícitas: uma metodologia de análise das Representações Sociais. In: GUARESCHI, P.; JOVCHELOVITCH, S. Textos em representações sociais. 13. ed. Petrópolis: Vozes, 2012. p. 95-118. TEIXEIRA, I. A. C. Cadências escolares, ritmos docentes. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 25, n. 2, jul-dez 1999. ZUIN, Elenice de Souza Lodron. Da régua e do compasso: as construções geométricas como um saber escolar. Dissertação (Mestrado em Educação) ? Universidade Federal de Minas Gerais, 2001.

Downloads

Publicado

2018-01-04

Como Citar

STANICH, K. A. B.; DE SOUSA, C. P. O papel do professor do 5º ano do ensino fundamental no ensino dos conteúdos geométricos. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 408–418, 2018. DOI: 10.26843/v7.n2.2014.490.p408 - 418. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/490. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)