Representações sociais de futuros professores sobre música a partir da escuta musical

Autores

  • Leila Yuri Sugahara

DOI:

https://doi.org/10.26843/v7.n2.2014.488.p361%20-%20376

Palavras-chave:

Música, Representação social.

Resumo

Resumo

O presente artigo discute o potencial formativo da música, apresentando um recorte de um estudo2 realizado como tese de doutorado, sobre as representações sociais que estudantes de licenciatura em música e em pedagogia, de uma Instituição de Ensino Superior da cidade de São Paulo, têm sobre música e música na escola a partir da escuta de três gêneros musicais: pop, jazz e world music. As justificativas das respostas dos estudantes à escuta das músicas, com a utilização da técnica de associação livre, foram categorizadas e permitiram identificar cinco eixos temáticos constituintes das representações sociais dos estudantes sobre música: afetividade, movimento, comunicação, contexto e formação. As representações sociais de música revelaram que os cinco eixos temáticos estavam presentes em todos os grupos e para todos os gêneros de música apresentados na pesquisa, variando quanto ao nível de informação que cada grupo possuía sobre música, sendo que os eixos da afetividade e do contexto se mostraram fundamentais para a compreensão do papel humanizador da música na educação.

Palavras-chave: Música; Representação social.

Social representaion of future teachers about music from music listening

Abstract

This paper discusses the educational strength of music, showing a study done as PhD thesis about social representations of undergraduate students in music licensure and pedagogy degree - of an Institution of Superior Education in the city of São Paulo - have about music as well as music at school from the listening of three different sorts of music: pop, jazz, and world music. The reasons for the students

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRIC, J. C. Pratiques sociales et représentations: Paris: PUF, 1994. BARDIN, L. Análise de conteúdo: Lisboa: Edições 70, 2009. BAUER, W. M. Análise de ruído e música como dados sociais In:__ BAUER, W. M., GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis: Vozes, 2004. CAMBRIA, V. Música e alteridade In:__ ARA? JO, S., et al. Música em debate: perspectivas interdisciplinares. Rio de Janeiro: Mauad X, 2008. p.65-83. DUARTE, M. D. A., MAZZOTTI, T. B. Representações sociais da música: aliadas ou limites do desenvolvimento das práticas pedagógicas em música? Educação & Sociedade, v. 27, n. 97, p. 1283-1295, set/dez 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pi1- -73302006000400010&nrm=iso >. Acesso em: 10 dezembro 2011. FRANCO, M. L. P. B. Análise de conteú- do: Brasília: Liber Livro, 2005. FREIRE, P. Pedagogia do oprimido: Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982. FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa: São Paulo: Paz e Terra, 2002. HARGREAVES, D. J., NORTH, A. C. The functions of music in everyday life: redefining the social in music psychology. Psychology of Music, v. 27, n. 1, p. 71-83, April 1999. JODELET, D. Représentation sociale: phénomene, concept et théorie In:__ MOSCOVICI, S. Psychologie sociale. 2.ed. Paris: Presses Universitaires de France, 1990. MERRIAN, A. P. The anthropology of music: Evaston: Northwestern University Press, 1964. MOSCOVICI, S. A representação social da psicanálise: Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1978. MOSCOVICI, S. Introduction: le domaine de la psychologie sociale. Psychologie Sociale: Paris: Presses Universitaires de France, 1984. MOSCOVICI, S. Representações sociais: investigações em psicologia social: Petrópolis: Vozes, 2007. MOSCOVICI, S. A psicanálise, sua imagem e seu público: Petrópolis: Vozes, 2012. RIM? , B. Le partage social des émotions: Paris: PUF, 2005. WALLON, H. A evolução psicológica da criança: Lisboa: Edições 70, 2005.

Downloads

Publicado

2018-01-04

Como Citar

SUGAHARA, L. Y. Representações sociais de futuros professores sobre música a partir da escuta musical. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 361–376, 2018. DOI: 10.26843/v7.n2.2014.488.p361 - 376. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/488. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.