Classe hospitalar: um espaço de vivências educativas para crianças e adolescentes em tratamento de saúde

Autores

  • Simone Maria da Rocha
  • Maria da Conceição Passeggi Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.26843/v3.n1.2010.171.p113%20-%20121

Palavras-chave:

Classe hospitalar, criança hospitalizada, educação e saúde

Resumo

Resumo

As Classes Hospitalares foram criadas a partir da constatação da necessidade de assegurar a crianças e adolescentes a continuidade de sua escolarização. Intenciona ser um espaço de socialização e valorização da autoestima, que possibilite um enfretamento menos traumático a esse momento tão peculiar, que é a hospitalização, de modo a propiciar um retorno à escola de origem, após a alta hospitalar, com o mínimo de prejuízo cognitivo e emocional. As discussões aqui apresentadas situam-se numa perspectiva epistemológica que compreende a escolarização hospitalizada como um espaço de diálogos entre as áreas de educação e saúde, na perspectiva de oferecer um atendimento cada vez mais significativo para o desenvolvimento das crianças e adolescentes nos seus aspectos biopsicossociais, durante a hospitalização.

Palavras-chave: Classe hospitalar; Criança hospitalizada; Educação e saúde.

Hospital Schools: a space of educational experiences for children and adolescents in health treatment 

Abstract

The Hospital Schools were created upon detecting the need to ensure children and adolescents the continuity of schooling. These spaces are for socializing and valuing self-esteem, helping patients cope with a less traumatic hospitalization

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARBIER, René. A pesquisa-ação. Brasília: Plano Ed., 2002. (Série Pesquisa em Educação, v. 3).

BARROS, A. S. S. Contribuições da educação profissional em saúde à formação para o trabalho em classes hospitalares. Caderno CEDES, Campinas, v. 27, n. 73, set./dez. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v27n73/02.pdf>. Acesso em: 29 mar. 2010.

BRASIL. CORDE. Declaração de Salamanca: linha de ação sobre necessidades educativas especiais. Brasília, 1994.

______. Lei 8.069, de 13 de julho de 1990. Estatuto da Criança e do Adolescente. Brasília, 1990.

______. Ministério da Educação. Classe hospitalar e atendimento pedagógico domiciliar: estratégias e orientações. Brasília 2002.

______. Ministério da Educação. Diretrizes nacionais para a educação especial na educação básica. Secretaria de Educação Especial ? MEC, SEESP, 2001.

______. Ministério da Justiça. Resolução n.º 41, de outubro de 1995. Declaração dos direitos da criança e do adolescente hospitalizados. Brasília: Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, 1995.

BOCK, Ana Maria Bahia; FURTADO, Odair; TEIXEIRA, Maria de Lourdes Trassi. Psicologias: uma introdução ao estudo da psicologia. São Paulo: Saraiva, 1999.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e educação: figuras do indivíduo-projeto. Tradução Maria da Conceição Passeggi, João Gomes da Silva Neto, Luís Passeggi. Natal, RN: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

FONSECA, Eneida Simões da. A situação brasileira do atendimento pedagógico-educacional hospitalar. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 25, n. 1, p. 117-129, jan./jun. 1999g.

______. Aspectos da ecologia da classe hospitalar no Brasil. Revista Educação On-line. Disponível em: <http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?pid=S0871-91872006000100005&script=sci_arttext>. Acesso em: 23 dez. 2006.

FONTES, Rejane de S. A escuta pedagógica à criança hospitalizada: discutindo o papel da educação no hospital. Revista Brasileira de Educação, n. 29, maio/jun./jul./ago. 2005.

FONTES, R. S. Narrativas da infância hospitalizada. In: Infância (in)visível. Araraquara, SP: Junqueira&Marin, 2007.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

MATOS, Elisete Lúcia; TORRES, Patrícia Lupion. Teoria e prática na pedagogia hospitalar: novos cenários, novos desafios. Curitiba: Champagnat, 2010.

ORTIZ, Leodi Conceição Meireles; FREITAS, Soraia Napoleão. Classe hospitalar: caminhos pedagógicos entre saúde e educação. Santa Maria: Ed. UFSM, 2005.

PAULA, Ercília Maria Angeli Teixeira de. O ensino fundamental na escola do hospital: espaço da diversidade e cidadania. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Saúde Coletiva, 2003.

VASCONCELOS, Sandra Maia F. Clínica do discurso: a arte da escuta. Fortaleza: Premius, 2005.

______. Intervenção escolar em hospitais para crianças internadas: a formação alternativa ressocializadora. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE PEDAGOGIA SOCIAL, 1., 2006, São Paulo. Anais eletrônicos... Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, 2006. Disponível em:

www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttex&pid=MSC0000000092006000100048&lng

=pt&nrm=abn>. Acesso em: 22 ago. 2007.

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. Tradução José Cipolla Neto, Luiz Silveira Menna Barreto e Solange Castro Afeche. São Paulo:

Martins Fontes, 1984.

Downloads

Publicado

2017-12-15

Como Citar

ROCHA, S. M. da; PASSEGGI, M. da C. Classe hospitalar: um espaço de vivências educativas para crianças e adolescentes em tratamento de saúde. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 113–121, 2017. DOI: 10.26843/v3.n1.2010.171.p113 - 121. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/171. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)