Criatividade e gestão escolar

O olhar de diretores da educação básica em contexto de formação continuada

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/ae.v17i00.1325

Palavras-chave:

Criatividade, Gestão Escolar, Educação Básica

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a criatividade no âmbito da gestão escolar a partir do olhar de diretores da educação básica em contexto de formação continuada. Participaram do estudo 8 diretores de escolas privadas de educação básica no Estado do Mato Grosso do Sul. Para a coleta de dados, utilizaram-se de duas entrevistas. Optou-se pela proposta de Bardin na análise de conteúdo das entrevistas e pelo software WebQDA na sistematização das categorias. Os resultados indicaram que os participantes valorizaram a criatividade na gestão escolar com ênfase nas ideias e planejamento escolar, principalmente em relação a novas soluções. Ainda, afirmaram que o curso GNAE proporcionou a troca de ideias e ampliação sobre a visão de inovação e criatividade, além de contribuir para a gestão escolar criativa. Logo, acredita-se na pertinência deste estudo, pois a contemporaneidade requer diretores de escolas criativos e aptos para exercerem uma gestão escolar criativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Henrique Bitencourt de Souza, Centro Universitário Adventista de São Paulo

Secretário de Educação do Município de Campo Grande (MS).

Helena Brandão Viana, Centro Universitário Adventista de São Paulo

Docente no Mestrado Profissional em Educação.

Gildene do Ouro Lopes Silva, .

Consultora Independente de Pesquisa Científica.

Rebeca Pizza Pancotte Darius, Centro Universitário Adventista de São Paulo

Docente no Mestrado Profissional em Educação.

Cleusa Vieira da Costa, Universidade de Taubaté

Docente no Mestrado Profissional em Educação.

Referências

AMABILE, T. M. Beyond talent: John Irving and the passionate craft of creativity. American Psychologist, [S. l.], v. 56, n. 4, p. 333-336, 2001. DOI: 10.1037/0003-066X.56.4.333. Disponível em: https://psycnet.apa.org/record/2001-00625-005. Acesso em: 23 out. 2023. DOI: https://doi.org/10.1037//0003-066X.56.4.333

ANDRÉ, M. Pesquisa em educação: buscando rigor e qualidade. Cadernos de Pesquisa, [S. l.], n. 113, p. 51-64, 2001. DOI: 10.1590/S0100-15742001000200003. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/TwVDtwynCDrc5VHvGG9hzDw/abstract/?lang=pt. Acesso em: 23 out. 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-15742001000200003

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BARROS, R.; RESENDE, L. M. M.; KOVALESKI, J. L. Criatividade e Inovação: uma revisão bibliográfica. In: PRIMEIRO CONGRESSO BRASILEIRO DE PRODUÇÃO, 11., 2021. Anais [...]. Curitiba: UTFPR, 2021. Disponível em https://aprepro.org.br/conbrepro/2021/anais/arquivos/08182021_120853_611d2645910a8.pdf. Acesso em: 10 nov. 2023.

BRUNO-FARIA, M. F.; VEIGA, H. M. S.; MACEDO, L. F. Criatividade nas organizações: análise da produção científica nacional em periódicos e livros de Administração e Psicologia. Rev. Psicol. Organ. Trab., Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 142-163, 2008. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-66572008000100009. Acesso em: 15 jul. 2023.

CHIZZOTTI, A. A pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais: evolução e desafios. Revista portuguesa de educação, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 221-236, 2003. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/374/37416210.pdf. Acesso em: 8 ago. 2023.

DUARTE, R. Entrevistas em pesquisas qualitativas. Educar, [S. l.], n. 24, p. 213-225, 2004. Editora UFPR. DOI: 10.1590/0104-4060.357. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/QPr8CLhy4XhdJsChj7YW7jh/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 5 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.357

FIGUEIREDO, J. A. L.; NEVES, F. S. C.; CHIMENTI, P. C. P. S.; ABELHA, D. M. Uma década de pesquisas sobre liderança e seus efeitos na criatividade-inovação: uma revisão sistemática e narrativa da literatura. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, [S. l.], v. 24, n. 1, p. 66-91. 2022. DOI: 10.7819/rbgn.v24i1.4151. Disponível em: https://doi.org/10.7819/rbgn.v24i1.4151. Acesso em: 8 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.7819/rbgn.v24i1.4151

FLEITH, D. S.; VILARINHO-REZENDE, D.; ALENCAR, E. M. L. S. O Modelo Componencial de Criatividade de Teresa Amabile. In: NEVES-PEREIRA, M. S.; FLEITH, D. S. (org.). Teorias da Criatividade. Campinas, SP: Alínea. 2019.

KAUFMAN, J. C.; GLĂVEANU, V. P. A review of creativity theories: What questions are we trying to answer? In: KAUFMAN, J. C.; STERNBERG, R. J. (ed.). The Cambridge handbook of creativity. Cambridge University Press, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1017/9781316979839.004. Acesso em: 8 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.1017/9781316979839.004

LANKSHEAR, C.; KNOBEL, M. Pesquisa pedagógica do projeto à implementação. Porto Alegre: Artmed, 2008.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

MENDES, R. M.; MISKULIN, R. G. S. A análise de conteúdo como uma metodologia. Cadernos de Pesquisa, [S. l.], v. 47, n. 165, p. 1044-1066, 2017. DOI: 10.1590/198053143988. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/ttbmyGkhjNF3Rn8XNQ5X3mC. Acesso em: 8 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/198053143988

OLIVEIRA, E. B. P.; ALENCAR, E. M. L. S. Importância da criatividade na escola e no trabalho docente segundo coordenadores pedagógicos. Estud. Psicol., [S. l.], v. 29, n. 4, 2012. DOI: 10.1590/S0103-166X2012000400009. Disponível em: https://www.scielo.br/j/estpsi/a/5DC6XCKgTrQ56Ctpbt3KCcs/?lang=pt. Acesso em: 8 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-166X2012000400009

OLIVEIRA, E. L. L.; ALENCAR, E. M. L. S. Criatividade e escola: limites e possibilidades segundo gestores e orientadores educacionais. Psicologia Escolar e Educacional, [S. l.], v. 14, p. 245-260, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pee/a/Qcj6FCsWKyBqhPNZZXbpfpd/?format=pdf. Acesso em: 8 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-85572010000200007

PAZ E SILVA, K. M.; MUZZIO, H.; ANDRADE, J. A.; LACERDA, C. C. O. A apropriação da criatividade nos estudos de gestão: uma revisão integrativa e identificação de lacunas na literatura. Revista Gestão e Desenvolvimento, [S. l.], v. 19, n. 1, p. 80-104, p. 2022. DOI: 10.25112/rgd.v19i1.2731. Disponível em: https://doi.org/10.25112/rgd.v19i1.2731. Acesso em: 8 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.25112/rgd.v19i1.2731

REQUENA, I. B. Gestão criativa e inovadoras nas instituições de educação. Curitiba: Universidade Positivo, 2013.

RHODES, M. An Analysis of Creativity. The Phi Delta Kappan, [S. l.], v. 42, n. 7, p. 305-310, 1961. Disponível em: http://www.jstor.org/stable/20342603. Acesso em: 8 ago. 2023.

RUNCO, M. A. Positive creativity and the intentions, discretion, problem finding, and divergent thinking that support it can be encouraged in the classroom. Educ. Sci., [S. l.], v. 5, n. 12, p. 340, 2022a. DOI: 10.3390/educsci12050340. Disponível em: https://doi.org/10.3390/educsci12050340. Acesso em: 8 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.3390/educsci12050340

RUNCO, M. A. Creativity and Human Flourishing. In: TAY, L.; PAWELSKI, J. O. (ed.). The Oxford handbook of the positive humanities. Oxford Academic, 2022b. Disponível em: https: //doi.org/10.1093/oxfordhb/9780190064570.013.9. Acesso em: 8 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.1093/oxfordhb/9780190064570.013.9

SILVA, D. C. D.; MARTINS JÚNIOR, F. R. F.; SILVA, T. M. R.; NUNES, J. B. C. Características de pesquisas qualitativas: Estudo em teses de um Programa de Pós-Graduação em Educação. Educação em Revista, [S. l.], v. 38, e26895, 2022. DOI: 10.1590/0102-469826895. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edur/a/vfYpxdKhR6BBSrf3YpSHjqz/. Acesso em: 8 ago. 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-469826895

STERNBERG, R. J.; LUBART, T. I. Investing in creativity. American Psychologist, [S. l.], v. 51, n. 7, p. 677-688, 1996. Disponível em: https://doi.org/10.1037/0003-066X.51.7.677. Acesso em: 10 out. 2023. DOI: https://doi.org/10.1037//0003-066X.51.7.677

VINCENT-LANCRIN, S. Visão geral: porque criatividade e pensamento crítico são importantes. In: VINCENT-LANCRIN, S. et al. Desenvolvimento da criatividade e do pensamento crítico dos estudantes: o que significa na escola. São Paulo: Fundação Santillana, 2020. Disponível em: https://www.fundacaosantillana.org.br/wp-content/uploads/2020/07/DesenvolvimentoCriatividadePensamentoCritico.pdf. Acesso em: 10 out. 2023.

VIEIRA, G. A. Gestão da criatividade como a interseção entre indivíduo, liderança e cultura: um estudo acerca da gestão nas startups incubadas no armazém da criatividade. 2020. 108 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2020.

Publicado

2024-01-01

Como Citar

SOUZA, L. H. B. de; VIANA, H. B.; SILVA, G. do O. L.; DARIUS, R. P. P.; COSTA, C. V. da. Criatividade e gestão escolar: O olhar de diretores da educação básica em contexto de formação continuada. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 17, n. 00, p. e023002, 2024. DOI: 10.26843/ae.v17i00.1325. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/1325. Acesso em: 23 abr. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)