O estado contratual e a nova agenda da educação: o caso de Minas Gerais

Autores

  • Maria do Rosário Figueiredo Tripodi Universidade Federal de Ouro Preto

DOI:

https://doi.org/10.26843/v5.n1.2012.129.p32%20-%2050

Palavras-chave:

Avaliação da educaçã, Programa de reforma do ensino público do Estado de Minas Gerais, Educação, Administração pública, Responsabilidade contratual

Resumo

Resumo

O presente trabalho examina o percurso da avaliação da rede pública estadual de Minas Gerais, no período de 1991 a 2010, as medidas adotadas pela reforma educacional mineira, sobretudo aquelas que dizem respeito ao Programa

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRUCIO, F. L. Os avanços e dilemas do modelo pós-burocrático: reforma da administração pública à luz da experiência internacional recente. In: BRESSER-PEREIRA, L. C. e SPINK, P. (Ed.). Reforma do Estado e administração pública gerencial. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2006. p.173-199.

BRASIL. Plano diretor da reforma do aparelho do Estado. Brasília: Câmara da Reforma do Estado, 1995.

BROOKE, N. O futuro das políticas de responsabilização educacional no Brasil. Cadernos de Pesquisa, v. 36, n. 128, p. 377-401, Ago 2006.

DIAS, P. R. O. A produção de políticas de currículo em Minas Gerais (1999- 2002). Educação em Destaque Juiz de Fora, v. 2, n. 1, p. 64-77, 2009.

DUNLEAVY, P.; HOOD, C. From old public administration to new public management. Public Money Management v. 14, n. 3, p. 9-16, 1994.

FREITAS, D. N. T. A avaliação da educação básica no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

GUIMAR? ES, T. D.; PORDEUS, I.; CAMPOS, E. S. A. Estado para resultados: avanços no monitoramento e avaliação da gestão pública em Minas Gerais. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

HOOD, C. C. Public service management by numbers: why does it vary? Where has it come from? What are the gap and the puzzles? Public Money Management, v. 27, n. 2, p. 95-102, Apr. 2007.

JANNUZZI, P. D. M. Indicadores para diagnóstico, monitoramento e avaliação de programas sociais no Brasil. Revista do Serviço Público Brasília, v. 56, n. 2, p. 137-160, Abr/Jun 2005.

LOPES, V. V.; SOUSA, S. Z. Avaliação nas políticas educacionais atuais reitera desigualdade. Revista Adusp, n. 46, p. 54-59, Jan. 2010.

MAROY, C. Em direção a uma regulação pós-burocrática dos sistemas de ensino na Europa? In: OLIVEIRA, D. e DUARTE, A. (Ed.). Políticas públicas e educacão: regulação e conhecimento. Belo Horizonte: Fino traço, 2011.

MINAS GERAIS. Lei Complementar nº 71, de 30 de julho de 2003. Institui a avaliação periódica de desempenho individual, disciplina a perda de cargo público e de função pública por insuficiência de desempenho do servidor público estável e do detentor de função pública na Administração pública direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo e dá outras providências. Belo Horizonte: 2003a.

MINAS GERAIS. Lei n. 14.694, de 30 ago. 2003. Disciplina a avaliação de desempenho institucional, o Acordo de resultados, a autonomia gerencial, orçamentária e financeira, a aplicação de recursos orçamentários provenientes de economias com despesas correntes, no âmbito do poder executivo e dá outras providências. Belo Horizonte: Diário do Executivo, 2003b.

MINAS GERAIS. Mensagem do governador à assembléia legislativa do estado de Minas Gerais: apresentada na reunião inaugural da primeira sessão legislativa ordinária da décima quinta legislatura. Belo Horizonte: Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, 2004.

MINAS GERAIS. Decreto Ndeg. 45.366, de 14 de maio de 2010. Altera o Decreto nº 44.873, de 14 de agosto de 2008, que regulamenta a Lei nº 17.600, de 1º de julho de 2008. Belo Horizonte: Diário Oficial do Estado de Minas Gerais 2010a.

MINAS GERAIS. Resolução SEE nº 1639, de 23 de Julho de 2010. Belo Horizonte: Diário Oficial do Estado de Minas Gerais 2010b.

MINAS GERAIS. Segunda etapa do acordo de resultados: III termo aditivo. Belo Horizonte: Imprensa Oficial, 2010c.

OLIVEIRA, R. P.; ARAUJO, G. C. Qualidade do ensino: uma nova dimensão da luta pelo direito à educação. Revista Brasileira de Educação, n. 28, p. 5-23, Abr. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo. php?script=sci_arttext&pid=S1413- 24782005000100002&nrm=iso >.

OLIVEIRA, R. P.; SOUSA, S. Z. Sistemas de avaliação educacional no Brasil: característica, tendências e uso dos resultados. 2007. (Relatório final). Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação, São Paulo.

PACHECO, R. S. A agenda da nova gestão pública. In: LOUREIRO, M. R.et al. (Ed.). Burocracia e política no Brasil. Rio de Janeiro: FGV, 2010.

SEGATTO, C. I. Como ideias se transformam em reformas: um estudo comparativo das mudanças educacionais orientadas por desempenho nos estados brasileiros. 2011. 131f. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo). Fundação Getúlio Vargas, São Paulo.

SOUZA, M. A. A experiência de avaliação educacional em Minas Gerais: 1992-1998. Estudos em Avaliação Educacional, n. 19, p. 57-76, jan./jun. 1999.

SOUZA, S. Z. L.; OLIVEIRA, R. P. Políticas de avaliação da educação e quase mercado no Brasil. Educação & Sociedade, v. 24, n. 84, p. 873-895, set. 2003. Disponível em: < http://www.scielo.br/ scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101- 73302003000300007&nrm=iso >.

TROSA, S. Gestão pública por resultados: quando o Estado se compromete. Rio de Janeiro: Revan, 2010.

VIANNA, H. M.; ANTUNES, A. L.; SOUZA, M. A. Desenvolvimento de um programa de avaliação do sistema estadual de ensino: o exemplo de Minas Gerais. Estudos em Avaliação Educacional, n. 8, jul./dez. 1993.

VILHENA, R. et al. O choque de gestão em Minas Gerais: políticas de gestão pública para o desenvolvimento. Belo Horizonte: UFMG, 2006.

WERNECK, C. A. A utilização de indicadores na administração pública: contribuições do modelo mineiro para a atividade de monitoramento. In: GUIMAR? ES, T. D.et al. (Ed.). Estado para resultados: avanços no monitoramento e avaliação da gestão pública em Minas Gerais. Belo Horizonte: UFMG, 2010. p.77-95.

Downloads

Publicado

2017-12-15

Como Citar

TRIPODI, M. do R. F. O estado contratual e a nova agenda da educação: o caso de Minas Gerais. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 32–50, 2017. DOI: 10.26843/v5.n1.2012.129.p32 - 50. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/129. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos