Uma psicologia encarnada na busca de outros modos para pensar e fazer a formação inicial de professores: a autobiografia como projeto (auto)formativo

Autores

  • Lucia Maria Vaz Peres Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.26843/v5.n2.2012.128.p152%20-%20162

Palavras-chave:

Psicologia, Formação de professores

Resumo

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo socializar uma prática pedagógica como professora de Fundamentos da Educação, na área da psicologia, no bloco temático Práticas Educativas, no 1º semestre do Curso de Pedagogia da UFPEL (Universidade Federal de Pelotas/Brasil/RS). Ao longo do meu trabalho como professora formadora de futuros professores, algumas perguntas vêm me acompanhando: Como tocá-los efetivamente? Como sensibilizá-los a tal ponto que possam reverter as

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DELORY-MOMBERGER, C. Biografia e educação: figuras do indivíduo- -projeto: São Paulo: Paulus, 2008.

DOMINIC? , P. Biografização e mundialização: dois desafios contraditórios e complementares In:__ PASSEGGI, M. D. C. S. E. C., SOUZA. (Auto)biografia: formação, territórios e saberes. São Paulo: Paulus, 2008. DURAND, G. As estruturas antropológicas do imaginário: introdução à arquetipologia geral: Lisboa: Presença, 1989.

JOSSO, M.-C. Experiências de vida e formação: São Paulo: Cortez, 2004.

JOSSO, M.-C. Caminhar para si: Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010. N? VOA, A. Vida de professores: Porto: Porto Editora, 1992.

N? VOA, A., FINGER, M. O. O método (auto)biográfico e a formação: São Paulo: Paulus, 2010.

PASSEGGI, M. D. C. Narrar é humano! autobiografar é um processo civilizatório In:__ PASSEGGI, M. D. C. S. V. B. Invenções de vidas, compreensão de itinerários e alternativas de forma- ção. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

PERES, L. M. V. Dos saberes pessoais à visibilidade de uma pedagogia simbólica. 1999. Dissertação. - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1999.

PERES, L. M. V. As tensões do projeto autoformativo nas intimações do imaginário: predestinações (na vida e na docência) do humano In:__ ENDIPE. Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente: políticas e práticas educacionais. Belo Horizonte, 2010.

PERES, L. M. V., ZANELLA, A. K. Escritas autobiográficas educativas... o que dizemos e o que elas dizem? : Curitiba: CRV, 2011.

Downloads

Publicado

2017-12-15

Como Citar

PERES, L. M. V. Uma psicologia encarnada na busca de outros modos para pensar e fazer a formação inicial de professores: a autobiografia como projeto (auto)formativo. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 152–162, 2017. DOI: 10.26843/v5.n2.2012.128.p152 - 162. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/128. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.