TICS na Educação Física

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/ae.v16i00.1219

Palavras-chave:

Tecnologia da Informação e da Comunicação, Educação Física Escolar, Práticas Pedagógicas

Resumo

O presente estudo buscou identificar os possíveis fatores que influenciariam o uso de tecnologias por parte de professores de educação física no contexto escolar. Um total de 108 professores do Ensino Fundamental de São Paulo participaram deste estudo. A coleta de dados aconteceu com a utilização de um questionário com perguntas fechadas, aplicado por meio da metodologia “Bola de Neve” e organizado em duas categorias: pessoais e de formação e infraestrutura escolar. Para as variáveis qualitativas, foram apresentadas as distribuições de frequências. Usou-se o teste Qui-Quadrado para avaliar a associação e o teste de McNemar para avaliar se houve mudanças significativas no uso dos recursos tecnológicos. Em síntese, os resultados demonstraram uma associação significativa entre a idade dos professores e a frequência de uso de tecnologias. Professores mais jovens tendem a utilizar mais recursos tecnológicos em comparação com o período anterior à pandemia da COVID-19. Além disso, observou-se um aumento no uso de internet, jogos digitais, dispositivos móveis e notebooks como parte do cenário educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Vieira de Souza Cavalcante, Universidade Cidade de São Paulo

Mestre em Educação.

Roberto Gimenez, Universidade Cidade de São Paulo

Doutor em Educação Física pela USP. Professor Pesquisador do Programa de Mestrado Profissional em Formação de Gestores Educacionais. Docente e coordenador dos programas de Mestrado e Doutorado em Educação da Universidade Cidade de São Paulo.

Referências

BARASUOL, E., MARIN, E. Mapa digital de jogos tradicionais no rio grande do sul: um olhar interativo e pedagógico. Lecturas: Educación Física y Deportes, v. 26, n. 283, p. 177-192. 2021. DOI: https://doi.org/10.46642/efd.v26i283.2989

BASSETTO, C. F. Aplicação do Teste Qui-Quadrado sobre a associação entre proficiência em matemática e fatores socioeconômicos: uma abordagem com dados do SARESP. Proceeding Series of the Brazilian Society of Computational and Applied Mathematics, v. 8, n. 1, 2021. DOI: https://doi.org/10.5540/03.2021.008.01.0372

BRISKIEVICZ, D. A.; CORRÊA, J. N. S.; SOUZA, E. S. Tateamento e solidão: os desafios atuais de professoras iniciantes de Educação Física no Ensino Fundamental. Revista Educação Pública, v. 21, n. 13, 13 de abril de 2021. Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/21/13/tateamento-e-solidao-os- desafios-atuais-de-professoras-iniciantes-de-educacao-fisica-no-ensinofundamental. Acesso em: 25 jan. 2022.

CONCEIÇÃO, J.; FERREIRA, F. Tecnlogias da informação e comunicação na educação: desafios, possibilidades e contribuições para ensino e a aprendizagem. Revista Educar Mais, n. 6, p. 126–138, 2022. DOI: https://doi.org/10.15536/reducarmais.6.2022.2624

CORRÊA, E.; LIMA, D. Tecnologia, corpo e educação física: entre a formação e a prática docente. Motricidades, v. 5, n. 2, p. 235-249, maio/ago. 2021. DOI: https://doi.org/10.29181/2594-6463-2021-v5-n2-p235-249

FERNANDO, A. As tecnologias nas aulas de Educação Física Escolar. Revista Educação Pública, Rio de Janeiro, 2017.

FIRMINO, M. J. A. C. S. Testes de hipóteses: uma abordagem não paramétrica. Orientador: Maria Fernanda Diamantino. 2015. Dissertação (Mestrado em Matemática para Professores) - Faculdade de Ciências, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2015.

GATTI, B. Estudos quantitativos em educação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 1, p. 11-30, jan./abr. 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022004000100002

GIL, A. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas. 2018.

GIMENEZ, R. Século XXI: conquistas e desafios na formação de professores de Educação Física. In: GIMENEZ, R. SOUZA, M. T. (org.). Ensaios sobre contextos da formação profissional em Educação Física. 1. ed. Várzea Paulista: Fontoura, 2011. v. 1, p. 73-82.

GIMENEZ, R.; SILVA, M. H. A. Formação de professores para a educação básica: revisitando concepções e práticas pedagógicas por meio do prisma de teorias da complexidade. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 268-76, maio/ago. 2014.

LEITE, L. et al. Ensino remoto de educação física em narrativa: entre rupturas e aprendizados na experiência com a tecnologia. Movimento, v. 28, 2022. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.122440

LIMA, M. Exergames como possibilidade de ressignificação da docência na cultura digital. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 18, n. 4, p. 1857-1878 out./dez. 2020. DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2020v18i4p1857-1878

LIMA, M.; MENDES, D.; LIMA, E. Exergames na educação física escolar como potencializadores da ação docente na cultura digital. Educar em Revista, Curitiba, v. 36, e66038, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.66038

MADDALENA, T.; JUNIOR, D.; TEIXEIRA, M. O que dizem os memes da educação na pandemia? Dilemas e possibilidades formativas. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica, Salvador, v. 05, n. 16, p. 1518-1534, 2020. DOI: https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2020.v5.n16.p1518-1534

MATIAS, T. et al. Educação física escolar no ensino médio: o uso das redes sociais nos processos de ensino-aprendizagem a partir da perspectiva de aulas abertas. Pensar a Prática, Goiânia, v. 21, n. 3, jul./set. 2018. DOI: https://doi.org/10.5216/rpp.v21i3.49305

NARDON, T.; GONZÁLEZ, F. Jogos e brincadeiras: o ensino mediado pelas tecnologias da informação e comunicação. Motrivivência Revista de Educação Física, Esporte e Lazer, v. 31, n. 59, p. 01-15, jul./set. 2019. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2019e58147

OLIVEIRA, F.; OLIVEIRA, C. Reflexões sobre os (não) usos das tecnologias digitais na educação física escolar. Revista Pensar a Prática, v. 24, e64427, 2021. DOI: https://doi.org/10.5216/rpp.v24.64427

PEREIRA, P.; SILVA, A.; LÜDORF, S. Corpo e prática pedagógica: diálogos entre dimensões pessoal e profissional no ensino de educação física. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 48, e237152, 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/s1678-4634202248237152

RITTER, M. N.; THEY, N. H.; KONZEN, E. Introdução ao software estatístico R. Universidade Federal Do Rio Grande Do Sul – UFRGS, Campus Litoral Norte Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos – Ceclimar. Imbé, RS. 2019.

RODRIGUES, S. S.; GIMENEZ, R.; DYONISI, C. M. Competências gerais da bncc de educação física e as possibilidades de conhecimento. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 14, n. 3, p. 687-699, set./dez. 2021. DOI: https://doi.org/10.26843/v14.n3.2021.1117.p687-699

ROHDEN, R. Uso das tecnologias nas aulas de educação física escolar. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Ciências e tecnologia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

SANTOS, W. L.; FERRETE, A. A. S. S.; ALVES, M. M. S. Cenários virtuais de aprendizagem como recurso pedagógico diante da pandemia do novo coronavírus: relatos das experiências docentes. Educação, Santa Maria, v. 46, 2021. DOI: https://doi.org/10.5902/1984644444201

SCHERER, S.; BRITO, G. Integração de tecnologias digitais ao currículo: diálogos sobre desafios e dificuldades. Educar em Revista, Curitiba, v. 36, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.76252

SILVA. A. J. F. et al. Desafios da educação física escolar em tempos de pandemia: notas sobre estratégias e dilemas de professores(as) no combate à Covid-19 (Sars-Cov-2). Cenas Educacionais, Caetité, BH, v. 4, p. 1-27, 2021.

SOUZA, M. T., SAITSU, A. C., GIMENEZ, R. Prática pedagógica e o conhecimento declarativo de alunos do Ensino Fundamental II sobre a Educação Física. Horizontes, v. 36, n. 2, p. 57-72, mai./ago. 2018. DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v36i2.531

TAHARA, A. K.; DARIDO, S. C. Tecnologias da informação e comunicação (tic) e a educação física nas escolas. Corpo consciência, Cuiabá-MT, v. 20, n. 03, p. 68-76, set./dez. 2016.

TORRES, A. L. et al. As tecnologias da informação e comunicação e a educação física escolar: A realidade de professores da rede pública municipal de Fortaleza. ETD – Educ. Temat. Digit. Campinas, SP v. 18, n. 1, p. 198-214 jan./abr. 2016. DOI: https://doi.org/10.20396/etd.v18i1.8640601

VINUTO, J. A amostragem em bola de neve na pesquisa qualitativa: um debate em aberto. Temáticas, Campinas, SP, n. 22, v. 44, p. 203-220, ago./dez. 2014. DOI: https://doi.org/10.20396/tematicas.v22i44.10977

Publicado

2023-09-20

Como Citar

CAVALCANTE, C. V. de S.; GIMENEZ, R. TICS na Educação Física. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 16, n. 00, p. e023009, 2023. DOI: 10.26843/ae.v16i00.1219. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/ambienteeducacao/article/view/1219. Acesso em: 30 nov. 2023.