Representação social da odontologia segundo a mídia – aspectos a serem discutidos

Caio Sampaio, Juliana Penariol Ramos, Ivana Maria Esteves Maciel

Resumo

A área odontológica vem sendo abordada constantemente pela mídia, seja direta ou indiretamente, e isso é esperado, considerando-se que a odontologia não foge do contexto social. O fato é como e quais informações os veículos de comunicação vêm emitindo, e também como a sociedade vem absorvendo essas informações. Considerando esses fatores, o presente estudo traz uma revisão de literatura que objetivou agregar os pontos de representatividade social da odontologia sob a visão da mídia, além de identificar possíveis resultados desta abordagem para o contexto social da profissão odontológica e consequências sobre a perspectiva de promoção de saúde e relação profissional-paciente. Esta revisão constatou que a veiculação pela mídia de elementos relacionados à odontologia necessita de vários avanços, visto que os paradigmas que tangem a imagem do profissional odontológico acarreta danos no cenário de promoção de saúde bucal, sendo desfavorável tanto para a sociedade quanto para a classe odontológica.

Palavras-chave

Odontologia; Ciência, Tecnologia e sociedade; Sociologia médica

Texto completo:

PDF

Referências

BYDLOWSKI CR, Westphal MF, Pereira IMTB. Promoção da saúde. Porque sim e porque ainda não! Saude soc 2004 abr.;13(1):14-24. 2. CRUZ JS, Cota LOM, Paixão HH, Pordeus IA. A imagem do cirurgião-dentista: um estudo de representação social. Rev Odontol Univ São Paulo 1997 11(4):307-13. 3. EMMERICH A, Castiel LD. A ciência odontológica, Sísifo e o “efeito camaleão”. Interface (Botucatu) 2009 jun.;13(29):339-51. 4. XAVIER C. Mídia e saúde, saúde na mídia. In: Santos, A. Caderno mídia e saúde pública. Belo Horizonte: Escola de Saúde Pública; 2006. p. 43-55. 5. FERREIRA ABH. Dicionário escolar da língua portuguesa. Curitiba: Positivo; 2011. 6. GARBIN AJI, Orenha ES, Garbin CAS, Gonçalves PE. Publicidade em odontologia: avaliação dos aspectos éticos envolvidos. RGO, Porto Alegre 2010 jan.-mar. ;58(1):85-9. 7. WAHLBERG AAF, Sjoberg L. Risk perception and the media. J Risk Research 2000 3(1):31-50. 8. GENTILLI V. Democracia de massas: jornalismo e cidadania: estudo sobre as sociedades contemporâneas e o direito dos cidadãos à informação. Porto Alegre: EDIPUCRS; 2005. 9. CIARELLI G, Ávila M. A influência da mídia e da heurística da disponibilidade na percepção da realidade: um estudo experimental. Rev Adm Pública 2009 jun.;43(3):541-62. 10. RIBEIRO AC, Batista AJ. A influência da mídia na criança / pré-adolescente e a educomunicação como mediadora desse contato. In: lcar – Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia. I Encontro de História da Mídia da Região Norte; out.; Tocantins Universidade Federal do Tocantins 2010. p. 3-10. 11. VILAS Boas S. Formação e informação científica: jornalismo para iniciados e leigos. São Paulo: Summus; 2005. 12. AMORIM CCSA, Beatrice LCS, Silva ChV. Influência da mídia televisiva sobre o padrão estético odontológico Odontol clín-cient 2006 abr.-jun. ;5(2):163-6. 13. NOGUEROL B, Follana M, Sicilia A, Sanz M. Analysis of oral health information in the Spanish mass media. Community dentistry and oral epidemiology 1992 Feb;20(1):15-9. 14. EMMERICH A, Castiel LD. Jesus tem dentes metal-free no país dos banguelas?: odontologia dos desejos e das vaidades. Hist cienc saude-Manguinhos 2009 mar.;16(1):95-107. 15. CONSELHO Federal de Odontologia. Humor e odontologia. 2009. Acesso em: 17 jun. 2019. Disponível em: http://cfo.org.br/website/. 16. ALMEIDA MJ. Imagens e sons: a nova cultura oral. 2. ed. São Paulo: Cortez; 2001. 17. PINHO CB, Dias HSA, Carvalho ACR, Barros SG. Representação social da Odontologia: a contribuição da produção cinematográfica para perpetuação de um estereótipo negativo. Rev Odontol UNESP 2008 37(3):275-81. 18. CAVACA AG, Gentilli V, Zandonade E, Cortellete Júnior M, Emmerich A. A saúde bucal na mídia impressa: análise das matérias jornalísticas nos anos de 2004-2009. Ciênc saúde coletiva 2012 maio.;17(5):1333-45. 19. POSSOBON RdF, Carrascoza KC, Moraes ABA, Costa Jr ÁL. O tratamento odontológico como gerador de ansiedade. Psicol Estud, Maringá 2007 set.-dez. ;12(3):609-16. 20. KLEINKNECHT RA, Klepac RK, Alexander LD. Origins and characteristics of fear of dentistry. Journal of the American Dental Association (1939) 1973 Apr;86(4):842-8. 21. MORAIS ERB. O medo do paciente ao tratamento odontológico. Rev Fac Odontol Porto Alegre 2003 jul.;44(1):39-42. 22. ARAÚJO IC, Silva KBF, Costa MC, Menezes RN, Araújo AJG. Análise da imagem que as crianças constroem em relação ao cirurgião-dentista e a importância para a prática odontológica. 2004. Acesso em: 17 jun. 2019. Disponível em: http://www.odontologia.com.br/artigos.asp?id=515& idesp=13&ler=s.


Visualizações do PDF:

14 views


Visualizações do Resumo:

52 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
-->
Tema: Mpg. Customizado por: Articloud