Expansão e disjunção palatina em pacientes classe III com uso de máscara facial

Katia Maria de Lima Suassuna, Denis Clay Lopes Santos, Daniel Negrete, Everton Flaiban, Raquel Lopes dos Santos, Renata Bortolin

Resumo

O tratamento de má oclusão Classe III esquelética representa um grande desafio ao profissional. Quando a má oclusão de Classe III for determinada por uma retrusão maxilar, o tratamento ortopédico precoce é in­dicado, onde o tratamento de escolha é a disjunção palatina seguida do uso de máscaras faciais. O objetivo deste estudo é analisar e discutir fatores determinantes para o planejamento da expansão maxilar. A me­todologia utilizada foi de uma pesquisa bibliográfica, realizada na base de dados da SCIELO e LILACS. Os resultados mostraram que os fatores determinantes para o planejamento da expansão maxilar depende­rão do tempo do tratamento para se conseguirem resultados positivos, pois, variam muito, de acordo com as características da força empregada, tais como magnitude, direção e horas de uso; e as chances relação dos maxilares com o crânio, a dimensão vertical e a idade do paciente. Conclui-se que o uso da expansão rápida da maxila ou disjunção palatina associado à máscara facial é bastante eficaz no tratamento da má oclusão de Classe III em idade precoce.

Palavras-chave

Má oclusão de Angle Classe III; Máscaras faciais; Técnica de expansão palatina

Texto completo:

PDF

Referências

PRIMO BT, Eidt SV, Gregianin JA, Primo NA, Faraco Junior IM. Terapia da tração reversa maxilar com máscara facial de Petit - relato de caso. RFO UPF 2010 ago.;15(2):171-6. 2. PITHON MM, Bernardes LAA. Tratamento da má oclusão Classe III esquelética através de expansão rápida da maxila associada à exodontia de pré-molares inferiores: relato de caso clínico. Rev clín ortodon Dental Press 2008 jun.-jul.;7(3):72-82. 3. CAPELOZZA Filho L. Diagnóstico em ortodontia. Maringá: Dental Press; 2004. 4. BEZERRA JO, Silva AM, Peixoto MGS, Tiago CM. Tratamento da má oclusão de classe III por meio de disjunção maxilar e tração reversa da maxila: relato de caso. J Odontol FACIT 2014 1(1):32-9. 5. DILIO RC, Micheletti KR, Cuoghi OA, Bertoz APM. Tratamento compensatório da má oclusão de classe III: revisão de literatura. Arch Health Invest 2014 3(3):84-93. 6. ARAÚJO EA, Araújo CV. Abordagem clínica não-cirúrgica no tratamento da má oclu¬são de Classe III. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2008 dez.;13(6):128-57. 7. FARRONATO G, Giannini L, Galbiati G, Maspero C. Sagittal and vertical effects of ra¬pid maxillary expansion in Class I, II, and III occlusions. The Angle orthodontist 2011 Mar;81(2):298-303. 8. SEEHRA J, Fleming PS, Mandall N, Dibiase AT. A comparison of two different techniques for early correction of Class III malocclusion. The Angle orthodontist 2012 Jan;82(1):96- 101. 9. OLTRAMARI PVP, Garib DG, Conti ACCF, Henriques JFC, Freitas MR. Tratamento orto¬pédico da Classe III em padrões faciais distintas. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2005 out.;10(5):72-82. 10. SOUSA MCN, Gonçalves MA, Pinheiro PMM. Má oclusão Classe III de Angle: diagnósti¬co e tratamento precoce. Rev Científica ITPAC 2010 3(2):28-39. 11. LIMA Filho RMA. Alterações na dimensão transversal pela expansão rápida da maxila. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2009 out.;14(5):146-57. 12. ALBUQUERQUE RR, Eto LF. Previsibilidade de sucesso na disjunção palatina avaliada pelo estágio de maturação esquelética: estudo piloto. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2006 abr.;11(2):74-83. 13. KAMA JD, Ozer T, Baran S. Orthodontic and orthopaedic changes associated with tre¬atment in subjects with Class III malocclusions. European journal of orthodontics 2006 Oct;28(5):496-502. 14. YOSHIDA I, Yamaguchi N, Mizoguchi I. Prediction of post-treatment outcome after combined treatment with maxillary protraction and chincap appliances. European jour¬nal of orthodontics 2006 Feb;28(1):89-96. 15. KAPOOR P, Kharbanda OP. Correction of skeletal class III in a growing male patient by reverse pull facemask. Journal of the Indian Society of Pedodontics and Preventive Dentis¬try 2011 Jul-Sep;29(3):273-7. 16. ROSSI RRP, Araújo MT, Bolognese AM. Expansão maxilar em adultos e adolescen¬tes com maturação esquelética avançada. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2009 out.;14(5):43-52. 17. CAPELOZZA Filho L, Silva Filho OG. Expansão rápida da maxila: considerações ge¬rais e aplicação clínica: parte II. Rev Dental Press Ortodon Ortop Facial 1997 maio/jun. ;29(4):88-101. 18. KILIC N, Catal G, Kiki A, Oktay H. Soft tissue profile changes following maxillary pro¬traction in Class III subjects. European journal of orthodontics 2010 Aug;32(4):419-24. 19. YU HS, Baik HS, Sung SJ, Kim KD, Cho YS. Three-dimensional finite-element analysis of maxillary protraction with and without rapid palatal expansion. European journal of orthodontics 2007 Apr;29(2):118-25. 20. GODT A, Zeyher C, Schatz-Maier D, Goz G. Early treatment to correct Class III relations with or without face masks. The Angle orthodontist 2008 Jan;78(1):44-9. 21. SILVA Filho OG, Graziani GF, Lauris RCMC, Lara TS. Ossificação da sutura palatina me¬diana após o procedimento de expansão rápida da maxila: estudo radiográfico. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2008 abr.;13(2):124-31. 22. SCANAVINI MA, Reis SAB, Simões MM, Gonçalves RAR. Avaliação comparativa dos efeitos maxilares da expansão rápida da maxila com os aparelhos de Haas e Hyrax. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2006 fev.;11(1):60-71. 23. GARIB DG, Henriques JF, Janson G, Freitas MR, Coelho RA. Rapid maxillary expansion-¬-tooth tissue-borne versus tooth-borne expanders: a computed tomography evalua¬tion of dentoskeletal effects. The Angle orthodontist 2005 Jul;75(4):548-57. 24. PENHAVEL RA, Souza HA, Patel MP, Freitas KMS, Cançado RH, Valarelli FP. Tratamento da má oclusão de classe III com a máscara facial. Rev Uningá 2013 out.-dez.;38(1):107-20. 25. MARTINS MCF, Costa C, Abrão J, Borri ML. Expansão rápida da maxila: análise da den¬sidade radiográfica da sutura palatina mediana e sua correlação nos estágios de neo¬formação óssea, por meio de imagem digitalizada. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2009 out.;14(5):38e1-e9. 26. MOSCARDINI MS. A protração maxilar nos tratamentos precoces da Classe III esque¬lética. Rev clín ortodon Dental Press 2006 dez.-jan.;4(6):72-82. 27. MOREIRA AKA, Fuziy A, Tukasan PC, Moreira Filho VA. Descrição do aparelho Moreira: proposta de tratamento da má oclusão classe III de Angle. Revista Clin Ortodon Dental Press 2007 6(5):31-41. 28. ANTUNES CF, Camarote EA, Quaggio ÂM, Bigliazzi R, Ortolani CLF, Faltin Jr. K. Altera¬ções dentárias decorrentes da expansão rápida da maxila e máscara facial reversa. Braz Dent Sci 2010 jul.-dez.;13(6):36-41. 29. ANTONIAZZI SP. Alterações faciais decorrentes do tratamento da má oclusão de clas¬se III, com deficiência de maxila, empregando disjunção maxilar e tração reversa [Dis-sertação]. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria; 2011. 30. YAVUZ I, Halicioglu K, Ceylan I. Face mask therapy effects in two skeletal maturation groups of female subjects with skeletal Class III malocclusions. The Angle orthodontist 2009 Sep;79(5):842-8. 31. KIRCELLI BH, Pektas ZO. Midfacial protraction with skeletally anchored face mask the¬rapy: a novel approach and preliminary results. American journal of orthodontics and dentofacial orthopedics : official publication of the American Association of Orthodontists, its constituent societies, and the American Board of Orthodontics 2008 Mar;133(3):440-9. 32. MIGUEL JAM, Gava E. Tratamento da classe III: novas perspectivas para um antigo de¬safio: nova visão em ortodontia e ortopedia funcional dos maxilares. São Paulo: Santos; 2010. 33. BACCETTI T, Franchi L, Mcnamara JA. Growth in the untreated class III subject. Semi¬nars Orthodontics 2007 set.;13(3):130-42. 34. VALDRIGHI H, Vedovello SAS, Lucato A, Tubel CAM. Diagnóstico, prognóstico e trata¬mento da má oclusão de classe III: nova visão em ortodontia e ortopedia funcional dos maxilares. São Paulo: Santos; 2010. 35. TABUCHI MKO. Estudo das alterações dento-esqueléticas da maxila após terapia de expansão rápida e máscara facial, em casos de classe III esquelética [Monografia]. São Paulo: Universidade Paulista-UNIP; 2004. 36. NGAN P. Peter Ngan: entrevista. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2008 fev.;13(1):24- 33. 37. VAUGHN GA, Mason B, Moon HB, Turley PK. The effects of maxillary protraction the¬rapy with or without rapid palatal expansion: a prospective, randomized clinical trial. American journal of orthodontics and dentofacial orthopedics: official publication of the American Association of Orthodontists, its constituent societies, and the American Board of Orthodontics 2005 Sep;128(3):299-309. 38. VEDOVELLO SAS, Valdrighi H, Manhães FR, Vedovello Filho M, Santamaria Junior M. Tratamento precoce da má oclusão de classe III com máscara de protração maxilar as¬sociada a elastic intrabucal. Rev Clin Ortod Dental Press 2012 jun.-jul.;11(3):90-7. 39. SILVA Filho OG, Queiroz APC, Herkrath FJ, Silva GFB. Correlação entre padrão facial e relação sagital entre os arcos dentários no estágio de dentadura decídua: considera¬ções epidemiológicas. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2008 fev.;13(1):101-12. 40. PROFFIT WR. Ortodontia contemporânea. 4. ed. Rio de Janeiro: Elsevier 2007. 41. CEVIDANES L, Baccetti T, Franchi L, Mcnamara JA, Jr., De Clerck H. Comparison of two protocols for maxillary protraction: bone anchors versus face mask with rapid maxillary expansion. The Angle orthodontist 2010 Sep;80(5):799-806. 42. LEE DY, Kim ES, Lim YK, Ahn SJ. Skeletal changes of maxillary protraction without rapid maxillary expansion. The Angle orthodontist 2010 Jul;80(4):504-10. 43. VECCHI A. Comparação da protração maxilar em pacientes portadores de maloclusão Classe III após dois protocolos de expansão rápida da maxila [Dissertação]. Porto Ale¬gre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Faculdade de Odontologia; 2008. 44. Lima EB, Bernardes LAA. Avaliação da sutura palatina mediana e das alterações verticais das bases ósseas pós-expansão rápida da maxila com aparelho tipo Haas. J Bras Ortodon Ortop Facial 2003 8(48):485-95. 45. LIOU EJ. Effective maxillary orthopedic protraction for growing Class III patients: a clinical application simulates distraction osteogenesis. Progress in orthodontics 2005 6(2):154-71. 46. KAGY V, Moro A. Tratamento da má-oclusão de classe III com disjunção palatina asso¬ciada à tração reversa da maxila. Rev Dens 2008 16(2):63. 47. ISCI D, Turk T, Elekdag-Turk S. Activation-deactivation rapid palatal expansion and re¬verse headgear in Class III cases. European journal of orthodontics 2010 Dec;32(6):706- 15. 48. RODRIGUES LRL, Baddredine FR, Cappellette Jr. M, França NM. Protração maxilar associada à disjunção maxilar ortopédica. Rev Clín Ortodon Dental Press 2007 jun.-jul. ;6(3):48-56. 49. CAKIRER B, Kucukkeles N, Nevzatoglu S, Koldas T. Sagittal airway changes: rapid pala¬tal expansion versus Le Fort I osteotomy during maxillary protraction. European journal of orthodontics 2012 Jun;34(3):381-9. 50. PERRONEI APR, Mucha JN. O tratamento da classe III – revisão sistemática: parte I: magnitude, direção e duração das forças na protração maxilar. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial 2009 out;14(5):109-17.


Visualizações do PDF:

35 views


Visualizações do Resumo:

92 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
-->
Tema: Mpg. Customizado por: Articloud