Cárie oculta extensa: relato de caso clínico

Diego Girotto Bussaneli, Marco Aurélio Benini Paschoal, Júlia Olien Sanches, Fábio César Braga de Abreu-e-Lima

Resumo

O padrão das lesões de cárie tem se modificado ao longo das décadas. A determinação de presença ou ausência de lesão baseada somente no exame clínico visual torna o diagnóstico subestimado, uma vez que lesões dentinárias sob esmalte não cavitado, ou minimamente desmineralizado, apresentam-se com maior frequência na clínica odontológica. O objetivo do presente trabalho é relatar o caso clínico de uma criança que apresentava um molar superior com aspecto oclusal duvidoso, devido à presença de hiperplasia pulpar assintomática emergindo do sulco disto-lingual. Foi realizado exame radiográfico periapical, o qual foi determinante para a elaboração do diagnostico de cárie oculta e do plano de tratamento. Como abordagem do caso, optou-se pela remoção do tecido cariado e pela realização de pulpotomia com hidróxido de cálcio. A execução de um exame clínico minucioso associado ao exame radiográfico, em dentes nos quais se torna duvidosa a detecção imediata da presença de cárie dentária oculta, é de extrema importância para dentes cuja presença desse tipo de cárie seja duvidosa. Com essa associação, esse tipo de lesão pode ser diagnosticada o mais precocemente possível, reduzindo a necessidade de intervenções radicais e possibilitando o oferecimento de procedimentos menos invasivos no cuidado à saúde bucal de pacientes pediátricos.

Palavras-chave

Cárie dentária;Diagnóstico precoce;Radiografia;Dente molar.

Texto completo:

PDF

Referências

Beltrame M, Oliveira A, Spyrides K, Cordeiro P. Analise do processamento radiográfico nos consultórios de Feira de Santana-BA. Rev Fac Odontol Univ Passo Fundo 2003 8(1):50-4.

Bille J, Hesselgren K, Thylstrup A. Dental caries in Danish 7-, 11- and 13-year-old children in 1963, 1972 and 1981. Caries Res 1986 20(6):534-42.

Botelho AM, Menezes TP, Soares AC, Tavano KTA. Cárie oculta: a importância de um diagnóstico precoce. JBD Rev Ibero-Am Odontol Estét Dent 2005 jan./ mar.;4(1):12-20.

Ribeiro C, Valentim C, Rego M. Diagnóstico e tratamento da cárie oculta. J Bras Odontol Int 2002 6(3):366-70.

Seow WK. Pre-eruptive intracoronal resorption as an entity of occult caries. Pediatr Dent 2000 Sep-Oct;22(5):370-6.

Ball IA. The 'fluoride syndrome': occult caries? Br Dent J 1986 Feb 8;160(3):75-6.

Seow WK, Wan A, McAllan LH. The prevalence of pre-eruptive dentin radiolucencies in the permanent dentition. Pediatr Dent 1999 Jan-Feb;21(1):26-33.

Seow WK, Lu PC, McAllan LH. Prevalence of pre-eruptive intracoronal dentin defects from panoramic radiographs. Pediatr Dent 1999 Sep-Oct;21(6):332-9.

Ismail AI. Clinical diagnosis of precavitated carious lesions. Community Dent Oral Epidemiol 1997 Feb;25(1):13-23.

Ricketts D, Kidd E, Weerheijm K, de Soet H. Hidden caries: what is it? Does it exist? Does it matter? Int Dent J 1997 Oct;47(5):259-65.

Lynch RJ, Ten Cate JM. The effect of adjacent dentine blocks on the demineralisation and remineralisation of enamel in vitro. Caries Res 2006 40(1):38-42

Weerheijm KL. Occlusal 'hidden caries'. Dent Update 1997 Jun;24(5):182-4.

Pitts NB. The diagnosis of dental caries: 1. Diagnostic methods for assessing buccal, lingual and occlusal surfaces. Dent Update 1991 Nov;18(9):393-6.

Santos NB, Forte FDS, Moimaz SAS, Saliba NA. Diagnóstico de cárie hoje: novas tendências e métodos. J Bras Odontop Odontol Bebe 2003 maio/jun. ;6(31):255-62.

Verrastro AP, Tashima AY, Franco APG, Bussadori SK, Wanderley MT. Restauração de molar decíduo através da técnica da réplica oclusal: relato de caso. Rev Paul Odontol 2009 jan./mar.;31(1):8-11.

Rodrigues JA, Hug I, Diniz MB, Lussi A. Performance of fluorescence methods, radiographic examination and ICDAS II on occlusal surfaces in vitro. Caries Res 2008 42(4):297-304.

Louvain MC, Miasato JM, Piassi E, Damasceno LMCM. Conduta dos cirurgiões-dentistas em relação ao diagnóstico da cárie oclusal. J Bras Odontopediatr Odontol Bebe 2001 jan./fev.;4(17):45-9.

Santos Junior V, Massoni A, Rosenblatt A. Lesões dentinárias sob esmalte não-cavitado: um estudo de prevalência. Rev Odonto Ciênc 2008 23(3):263-7. .

Arriaga ML. Experiência de cárie e frequência de cárie oculta em molares permanentes-adolescentes do Candeal, Salvador-Bahia [Dissertação]. Salvador-Bahia: Universidade Federal da Bahia; 2001.

Silva SREP, Imparato JCP. Uma opção para restauração de dentes com cárie oculta. Rev Assoc Paul Cir Dent 2002 nov./dez.;56(6):423-5.

Barbakow F, Imfeld T, Lutz F. Enamel remineralization: how to explain it to patients. Quintessence Int 1991 May;22(5):341-7.

Kidd EA, Naylor MN, Wilson RF. Prevalence of clinically undetected and untreated molar occlusal dentine caries in adolescents on the Isle of Wight. Caries Res 1992 26(5):397-401.


Visualizações do PDF:

335 views


Visualizações do Resumo:

1041 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
-->
Tema: Mpg. Customizado por: Articloud